Check-up cardiovascular: indicações e quando começar

check-up cardiovascular

O check-up cardiovascular é essencial para rastrear fatores de risco das doenças cardiovasculares. Entenda como deve ser feito esse processo.
Foto: Freepik

As doenças cardiovasculares são atualmente a principal causa de mortalidade e morbidade no mundo, o que evidencia a necessidade da prevenção e da identificação precoce. O check-up cardiovascular se faz importante nesse contexto pois é uma maneira muito efetiva de rastrear os fatores de risco e indicar precocemente essas doenças, mesmo que estejam ainda em fases assintomáticas. O procedimento abrange uma avaliação clínica e física, associada a avaliação de fatores de risco e realização de exames complementares.

Recomenda-se a realização de check-ups anuais em homens com idade acima de 45 anos e  mulheres no período pós-menopausa, fases da vida em que há maior risco de aparecimento de problemas cardiovasculares. No entanto, outros fatores podem revelar a necessidade do procedimento antes do esperado, como é o caso de pessoas já diagnosticadas com doenças no sistema cardíaco e circulatório. Podemos citar como exemplos dessas doenças  a hipertensão arterial, obesidade, diabetes, elevação no nível de colesterol no sangue e problemas cardíacos congênitos e adquiridos. Nesses casos os indivíduos devem fazer o acompanhamento de maneira regular, na maioria das vezes é recomendado que seja feito anualmente.

Além disso, hábitos de vida como o tabagismo e até mesmo a prática intensa de exercícios também são indicativos para o acompanhamento anual. Sugere-se ainda que em casos de sedentarismo ou pouca prática esportiva se realize um check-up ao iniciar uma atividade física de alta intensidade a fim de verificar se há o correto funcionamento do sistema cardiovascular. 

A presença de sintomas como falta de ar, fadiga e dor no peito também são indicadores para o check-up. Comumente são solicitados exames laboratoriais de sangue, Eletrocardiograma, radiografia de tórax e teste de esforço, que avalia o funcionamento do coração durante a atividade física e esforços maiores. Além disso, a avaliação é individualizada e os exames complementares solicitados durante o check-up podem variar de acordo com o histórico familiar, avaliação física e clínica do paciente.

A realização de maneira correta e regular do procedimento ainda nos permite controlar as alterações no funcionamento do corpo, permitindo  ajustes de tratamentos. Isso permite uma diminuição de lesões irreversíveis na saúde dos pacientes e consequentemente a diminuição do risco de complicações e até mesmo de morte.

Dr. Marcelo Aguilar Puzzi / Cardiologista e Hemodinamicista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.