Maravilhas e encantos de Paris

Continuando a viagem pela cidade do amor, vamos conhecer novos lugares para visitar em Paris. Confira na Coluna Turismo Post.
Foto: Reuters / Benoit Tessier

Nessa segunda parte, seguindo o roteiro predefinido no Brasil, a escolha do dia foi visitar um local bem interessante, a região da Praça dos Artistas, no bairro de Montmartre, que no início do século XIX, era frequentada por grandes artistas como Monet, Van Gogh, Renoir, entre outros. 

Ali na mesma região, ainda encontra-se a praça principal, onde diversos artistas, menos famosos, ainda espoem seu trabalho e fazem suas obras ao vivo, para vende-los quando prontos. Na mesma região, encontra-se a hoje conhecida, Rua mais famosa de Paris, onde foram gravadas muitas cenas da temporada de “Emily em Paris”. Ali, paramos para tomar um delicioso vinho rose e admirar todo o movimento.

Praça dos Artistas – Foto: Trip Advisor

Seguindo a pé no mesmo bairro, chegamos a Basília de Sacre Coeur, linda e imponente, no local mais alto de Paris, com vista privilegiada para toda a cidade. Ali na escadaria, uma bela apresentação de um artista local tocando violão e cantando “Aleluia”. Maravilhoso.

Foto: Arquivo Pessoal

Seguindo nosso roteiro de patinete, para Boulevard de Clichy, passando na região boêmia, onde encontra-se o Moulin Rouge, tradicional cabaré do século XIX, destacado pelo seu grande Moinho Vermelho e famoso no mundo por seu filme em Hollywood. Fim de dia, hora de descansar.

Moulin Rouge / Foto: Trip Advisor

Saindo um pouco mais tarde, quase na hora do almoço, fomos ao Little Italy, local que no retorno do dia anterior, vimos e pareceu muito agradável e ainda pouco explorado pelos visitantes da cidade luz. A experiência foi única, com pratos bem servidos e sofisticados, maravilhoso vinho da casa e atendimento de primeira, ali passamos bons momentos, nos preparando para o melhor de toda Paris.

Restaurante Little Italy / Foto: Trip Advisor

Saindo da região de Clichy, seguimos em direção ao Rio Sena, lindo passeio em nosso inseparável patinete elétrico, onde descobrimos novos lugares, mas não dava para parar, pois a programação dessa tarde estava preparada. Paramos alguns metros antes da Campo de Marte e fomos ao mercadinho da região, onde compramos nossos quitutes para o fim de tarde, que seria incrível. A programação era um piquenique no gramado da Torre Eiffel, curtindo o pôr do sol e aguardando o acender da torre.

Torre Eiffel / Foto: Arquivo Pessoal

Como estamos na primavera, os finde de tarde são lindos e longos, com muito movimento na região, mas tudo muito seguro, com policiamento o tempo todo. Por ali ficamos algumas horas, comendo e bebendo, até o esperado momento do pisca-pisca da torre, que dura apenas 5 minutos, mas é lindo. Nesse dia, já cansados, preferimos voltar de metrô, que tem estação pertinho da torre e com uma conexão, chegamos rápido ao hotel para nosso merecido descanso. Na próxima semana, um dia mágico, Walt Disney Paris, até lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.