O P.A.U.L.A precisa da nossa ajuda. Vem saber como!

Iniciativa que nasceu dentro do Projeto Camargo, mantenedor da Casa de Missão Amor Gratuito, busca a profissionalização de pessoas da comunidade LGBTQIAP+

Muito se fala sobre a profissionalização de pessoas da comunidade LGBTQIAP+, sobretudo das travestis e mulheres trans. Porém, muito se fala dentro da própria comunidade. É momento de avançar, expandir os olhares e as discussões e apresentar soluções que façam parte da vida, do cotidiano e dos debates que vão para fora das paredes de dentro da comunidade: este deve ser um interesse de todos(as). Por isso, quero falar um pouco com, e para vocês, sobre um projeto extremamente especial.

O P.A.U.L.A (Projeto Amigas Unidas Levando Amor) nasceu dentro do Projeto Camargo, que é uma ONG sem fins lucrativos que acolhe e abriga a população LGBTQIAP+ em vulnerabilidade social. É dentro do Projeto Camargo que fica a Casa de Missão Amor Gratuito, abrigo LGBTQIAP+ que desde 2010 acolhe e entrega vida, dignidade e amor para pessoas da comunidade vítimas de LGBTfobia. A Casa de Missão é situada em Sarandi/PR, na Avenida São Paulo Apóstolo, 808. 

O projeto tem o objetivo de gerar renda tanto para o Projeto Camargo, quanto para a  população LGBTQIAP+ do abrigo. O P.A.U.L.A quer unir as mulheres trans, travestis e mulheres cisgênero em um propósito mútuo de ajuda e profissionalização. A visão consiste em realizar eventos artísticos e gastronômicos e produção de produtos de limpeza, contando com a solidariedade da população, mostrando a necessidade de engajamento para a autossustentabilidade do projeto. 

Mas para funcionar, é necessário o primeiro passo: com as possíveis doações para a realização dos eventos, tais como: utensílios e insumos para a produção gastronômica de feijoada, e outras variedades de nossa culinária, além da realização de peças teatrais e danças, com a renda revertida para o projeto, estimulando a produção cultural e de saberes da comunidade LGBTQIAP+ para a sociedade. 

De acordo com a idealizadora do projeto – que gentilmente cedeu o próprio nome para tal – Paula Warmling, mulher trans e coordenadora da Casa de Missão, o motivo para a execução do projeto são muitos, mas em especial a formação socioeconômica e sustentável. “Queremos também buscar parcerias para a empregabilidade de mulheres trans e travestis, demandando cursos em diversas áreas,  pois este público em específico é invisível perante a sociedade”, afirma.

Ainda de acordo com Paula, “além de ter renda para o abrigo, buscamos também ajudar a comunidade LGBTQIAP+, que estão juntas e que não conseguem emprego, buscando uma empregabilidade para elas, de alguma forma, orientando à formação por meio de cursos, especializações, preparando elas para o mercado de trabalho.”

SAIBA COMO AJUDAR

As doações podem ser realizadas de diversas maneiras: com o financiamento direto do projeto, com doações de utensílios para a realização dos trabalhos culinários, com a divulgação do projeto e de tantas outras maneiras. Para conseguir entrar em contato com o Projeto P.A.U.L.A, a coordenadora Paula Warmling está à disposição via telefone/WhatsApp: (44) 99152-1304. A chave PIX para doações é o CNPJ: 26.207.559/0001-80.

Você pode ou conhece alguém que possa ajudar? Compartilhe este conteúdo da Queer Post. Vamos juntos fazer a diferença na vida de inúmeras pessoas: ser solidário(a) é também é doar tempo, amor e atenção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.