Maringá Post
Maringa Póst - Independente, sempre.

Tenente-coronel é acusado de assédio sexual e prevaricação de subordinada em Maringá; entenda o caso

Compartilhar

De acordo com a promotoria, o investigado enviou mensagens com conteúdo sexual, pressionou a vítima a se separar do marido e proferiu ameaças.


Compartilhar
Compartilhar

Foto: Corpo de Bombeiros/divulgação

O tenente-coronel Sandro Rodrigues Geraldo, do Corpo de Bombeiros de Maringá, enfrenta acusações de assédio sexual e prevaricação após a Justiça do Paraná aceitar uma denúncia do Ministério Público.

As alegações incluem mensagens de assédio enviadas via aplicativo de celular e bilhetes manuscritos a uma subordinada, estendendo-se de abril de 2022 a julho de 2023.

De acordo com a promotoria, o investigado enviou mensagens com conteúdo sexual, pressionou a vítima a se separar do marido e proferiu ameaças.

A defesa do oficial alega calúnia, enquanto a promotoria destaca o impacto negativo das ações do réu no desempenho profissional da vítima.

Saiba mais em: MP denuncia Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros por assédio; caso teria ocorrido em Maringá

O caso, que levou ao afastamento do tenente-coronel desde setembro de 2023, aguarda julgamento pela Justiça Militar.


Compartilhar

Comentários estão fechados.