Procon indica diferença de até 1.775% no material escolar em Maringá

Procon material escolar Maringá
Compartilhar

O Procon, da Prefeitura de Maringá, divulgou na manhã de hoje (12) uma pesquisa sobre preço do material escolar. Foram comparados valores de 89 itens em 12 estabelecimentos maringaenses.

A maior diferença está no dicionário de Língua Portuguesa e o de Inglês x Português, ambos com 1.775%. Sendo o mais barato R$ 4 e o mais caro R$ 75. A variação média entre todos os produtos ficou em 166,62%.

A pasta catálogo com 50 envelopes plásticos está com 1.185% de diferença, com o mais barato a R$ 6,20 e o mais caro R$ 79,70.

Também estão com grande diferença o lápis preto com 850%, a cola bastão com 842%, a caixa com giz de cera com 683%, a tabela periódica de química com 631%, entre outros. Clique aqui para ver a pesquisa completa.

O coordenador do Procon, Flávio Mantovani, orienta que, além de pesquisar antes para comprar onde está mais barato, também é importante verificar os itens pedidos pelas escolas.

“Só é preciso comprar material didático, que será usado nas aulas. A escola não pode pedir materiais de manutenção”, alerta Mantovani. “Como produtos de limpeza ou lâmpadas. Isso não é pedagógico e é de responsabilidade da escola”.

Se algum estabelecimento pedir produto que não seja didático, o consumidor deve entrar em contato com o Procon pelo telefone 151 e registrar uma reclamação. Na pesquisa realizada em janeiro do ano passado, foi verificada uma diferença de preços de até 1.978%. Já na pesquisa de 2022, a diferença maior foi de 1.480%.

CANAIS DO PROCON:

DIVULGAÇÃO

  • Instagram: @proconmaringa

Texto e fotos: Andye Iore / Procon


Compartilhar