Maringá Post
Maringá Post - Notícias de Maringá e Região - O portal oferece as últimas notícias e novidades. Independente, sempre.

Festival Garagem da Juventude encerra com homenagem ao Teatro Barracão e premiação de jovens talentos

O festival teve como objetivo incentivar os jovens talentos da música maringaense e promover a cultura.

  • Foto: Divulgação / PMM

    O Festival Garagem da Juventude, que teve início em setembro, chegou ao fim na noite desta quinta-feira (19), no Teatro Reviver Magó, em Maringá. O evento, organizado pela Secretaria de Juventude, Cidadania e Migrantes, reuniu 10 finalistas que disputaram nas categorias originalidade, execução, arranjo, letra e melodia.

    O grande vencedor da noite foi Luiz Otávio de Oliveira Guandalini, de 20 anos, que levou o troféu de campeão geral e de melhor letra com a música ′Incêndio do Teatro Barracão′. A canção é uma homenagem ao Teatro Barracão, que pegou fogo em 2018 e foi um importante espaço cultural da cidade. Além dos troféus, Luiz Otávio ganhou a gravação da música e de um videoclipe em estúdio.

    Os outros vencedores foram:

    • Originalidade: Banda Nada Consta, com a música ′Pra Quê?′
    • Execução: Banda Fuzzly, com a música ′The End′
    • Arranjo: Banda Laranja Mecânica, com a música ′Amanhã′
    • Melodia: Banda Atrito Sonoro, com a música ′Só Mais Um Dia′

    O festival teve como objetivo incentivar os jovens talentos da música maringaense e promover a cultura. Segundo a secretária de Juventude, Cidadania e Migrantes, Ana Nerry, o evento foi uma forma de valorizar a produção artística da juventude. “Foi uma noite linda e de valorização da nossa juventude. É compromisso da gestão municipal investir em políticas públicas que garantam o protagonismo da nossa juventude”, afirmou.

    Luiz Otávio, que participou do festival pela segunda vez, disse que o evento foi uma oportunidade de conhecer outros artistas e estilos. “É muito lindo incentivar a produção artística da juventude, mas é na prática mesmo que se percebe como os jovens criam. Foi muito legal ver a variedade sonora no mesmo palco, com apresentações que foram do hip hop ao punk rock, MPB, sertanejo universitário e até ao estilo mais experimental”, disse.

    Comentários estão fechados.