Colunista da Folha, Patrícia Campos Mello é primeira atração confirmada da Flim 2023

Compartilhar

A informação foi divulgada em primeira mão pelo portal PublishNews e confirmada pelo Maringá Post. Festa Literária Internacional de Maringá está prevista para ocorrer entre os dias 4 e 8 de outubro.

Por Victor Ramalho

A três meses do evento, a Secretaria de Cultura de Maringá já começa encaminhar os primeiros convidados da Festa Literária Internacional de Maringá (Flim) 2023, prevista para ocorrer entre os dias 4 e 8 de outubro. Na edição deste ano, mais uma vez o evento contará com convidados de renome no mercado editorial. A primeira atração já está confirmada: trata-se da jornalista Patrícia Campos Mello.

Referência em cobertura política e econômica no Brasil, Patrícia atualmente é repórter e colunista da Folha de São Paulo. Além do trabalho como jornalista, ela também é escritora, autora de quatro livros. A participação da comunicadora na Flim foi publicada em primeira mão pelo PublishNews, site especializado em cobertura editorial, e confirmada pela reportagem do Maringá Post.

A última obra da jornalista foi “A máquina do ódio: Notas de uma repórter sobre fake news e violência digital”, de 2020 e publicado pela Companhia das Letras, onde fala da campanha de difamação e intimidação ao qual foi vítima após publicar, em 2018, uma série de reportagens que falavam sobre o financiamento do disparo em massa de mensagens em grupos de Whatsapp em benefício do então candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL).

Mello também é autora de “Lua de Mel em Kobane (2017)”, história que conheceu enquanto era correspondente internacional e que relata a vida de um casal de sírios que se conheceu pela internet e se arriscou a viver em Kobane, cidade sitiada pelo Estado Islâmico.

Para a Flim 2023, o município definiu como tema “10 edições, uma jornada”, que terá o objetivo de discutir, através da programação e das mesas redondas, o Brasil contemporâneo e a relação com a literatura. A expectativa da Secretaria Municipal de Cultura é de receber até 50 mil pessoas na edição deste ano.

Foto: Reprodução/Redes Sociais


Compartilhar