Presidente da Sociedade Rural de Maringá destaca importância da presença da Assembleia na Expoingá

Compartilhar

A presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM), Maria Iraclézia de Araújo, destacou nesta sexta-feira (5) a importância de a Assembleia Legislativa do Paraná participar da Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá).

Entre os dias os dias 10 e 13 de maio, o projeto Assembleia Itinerante vai levar a estrutura do Legislativo para a feira. Em entrevista, Maria Iraclézia parabenizou a iniciativa de aproximar o Poder Legislativo das pessoas.

“É muito importante a presença dos deputados estaduais e da Assembleia durante o período da Expoingá. É uma forma de os parlamentares ficarem mais próximos da população, ouvirem as demandas regionais e, também, apresentarem e prestarem conta do trabalho que realizam”, disse.

Para a presidente da Sociedade Rural de Maringá, o programa da Assembleia que vai rodar os principais municípios do Paraná levando o trabalho do Legislativo se encaixa perfeitamente com os objetivos da Expoingá.

“É um reconhecimento importante, que demonstra o grau de importância da Feira para o cenário do agronegócio e para a economia paranaense. Além disso, se torna uma forma de aproximar os trabalhos dos deputados da população em geral. Também torna possível a sociedade se inteirar e conhecer mais sobre o significado do papel desempenhado pela Assembleia para o dia a dia da vida do cidadão”, lembrou.

A Expoingá, que ocorre entre os dias entre os dias 4 e 14 de maio no Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro, em Maringá, é uma das maiores exposições agropecuárias do Brasil. “O Agro em Movimento” é o tema deste ano.

A presidente da SRM explicou que o motivo foi escolhido por ser a atividade do agronegócio dinâmica e vibrante. Em 2023, o evento conta com um número recorde de expositores, mais de 1.300. A previsão é de que prospecção de negócios atinja a ordem de R$ 720 milhões. Mais de 500 mil pessoas são esperadas no evento.

Já a Assembleia Itinerante foi lançada pela Mesa Executiva para ouvir a sociedade organizada, receber as demandas das regiões e dar as respostas em forma de leis e ações junto ao governo estadual e outros órgãos. O programa faz parte uma série de medidas administrativas voltadas ao fortalecimento das políticas de transparência adotadas pelo Poder Legislativo.

Segundo Maria Iraclézia, a parceria gera expectativa e vai render frutos para a população, com bons resultados para o agronegócio.

“É importante para o Estado Democrático de Direito. Quanto mais próxima da comunidade for a atividade parlamentar, mais resultados serão alcançados para o bem-estar e qualidade de vida do cidadão. O agronegócio é o que move o nosso País. Nosso Estado é o mais produtivo da nação. A atuação parlamentar tem que estar em sintonia com o segmento e deve refletir em uma legislação que possibilite manter o setor como locomotiva da economia, de forma sustentável”, ressaltou.

No decorrer da feira, aqueles que estiverem na exposição poderão visitar os deputados em um estande da Assembleia para debater estes e outros temas.

Lá, a população poderá se informar sobre todas as ações desenvolvidas pelo Poder Legislativo. Também será possível fazer propostas e sugerir iniciativas para os parlamentares. Durante a agenda de trabalho, serão distribuídos informativos sobre as atividades legislativas.

A ideia é que em cada mês do ano, a Assembleia Itinerante passe pelas feiras e festas dos grandes municípios do Estado, criando um canal direito entre a sociedade e o Legislativo. Com um espaço especial voltado para o trabalho da Assembleia, os deputados receberão prefeitos, vereadores, lideranças, empresários, representantes do setor produtivo e a população.

A edição 2023 da Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá) será realizada entre os dias 4 a 14 de maio.

A Assembleia participa do evento entre os dias 10 e 13 de maio. Na cidade, o evento para ouvir a sociedade ocorre no dia 11, às 19 horas, no auditório do Parque Internacional de Exposições de Maringá, quando as entidades entregam as reivindicações da região.

Assembleia Legislativa do Paraná.

Foto: Divulgação/SRM


Compartilhar

Autor

Notícias Relacionadas