Maringá segue como segunda cidade do PR em empregos na construção

A construção civil fechou junho com saldo de 52 empregos formais em Maringá, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Foram 679 contratações e 627 demissões.

Na microrregião de Maringá, o saldo foi de 50 empregos com carteira assinada em junho. Tanto Mandaguaçu quanto Mandaguari tiveram saldos positivos no período, somando 57 contratações e 41 desligamentos. Já Sarandi, Marialva e Paiçandu tiveram fechamento de 18 vagas no total.

Campo Mourão, Cianorte e Umuarama, que estão entre os maiores municípios dos 126 onde o Sinduscon/PR-Noroeste atua, fecharam o mês de junho com saldo de 62 empregos formais. Somente Paranavaí registrou balanço negativo, com 27 contratações e 54 demissões.

No Paraná, a construção civil emprega 160.015 trabalhadores, 3,88% mais do que no fim do ano passado, com 154.045. Maringá ocupa o segundo lugar do estado em número de trabalhadores empregados no setor: 10.774, um crescimento de 4,65% na comparação com o fim de 2021. Curitiba é a primeira, com 52.203, e Londrina é a terceira cidade, com 8.846.