Maringá descarta mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos

Foto: Arquivo/PMM
 

Mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos (monkeypox) notificados em Maringá foram descartados nesta quinta-feira (28) após a conclusão de exames laboratoriais.

Os casos se referem a dois homens, um entre 20 e 30 anos e outro entre 30 e 40 anos. O primeiro caso suspeito registrado na cidade, de uma mulher entre 20 e 30 anos, já havia sido descartado no dia 19 deste mês.

 

Maringá antes de notificar casos suspeitos da doença, já havia iniciado capacitações para médicos e enfermeiros das redes pública e privada para a detecção e diagnóstico precoce da doença. 


Agora, Maringá investiga apenas um caso suspeito de monkeypox. O paciente é um homem, entre 30 e 40 anos, que está em isolamento domiciliar. Os exames já foram encaminhados ao Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen), para análise detalhada.

 
Monkeypox – A varíola dos macacos é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por contato com lesões de pele de pessoas infectadas e por meio de gotículas respiratórias. Os sintomas envolvem lesões na pele, febre, dor de cabeça, dores musculares, calafrios e fadiga.