Maringá fica fora do top 50 de geração de empregos com as Agências do Trabalhador

Nas primeiras colocações aparecem Cascavel (5º lugar, com 1.598 trabalhadores efetivados), Curitiba (6º com 1.561), Foz do Iguaçu (7º com 1.381), Ponta Grossa (8º com 1.227) e Francisco Beltrão (9º com 1.220).

De janeiro a abril de 2022, cinco cidades do Paraná se destacaram no ranking nacional das Agências do Trabalhador que mais colocaram trabalhadores em empregos formais através da intermediação de mão de obra.

Os municípios paranaenses ocupam um terço do top 100 e metade do top 10 no ranking. Os dados são do Ministério do Trabalho e Previdência, filtrados pela Secretaria de Justiça, Família e Trabalho.

Nas primeiras 50 colocações também despontam cidades paranaenses do Oeste, como Toledo, em 12º, Medianeira, em 18º, Marechal Cândido Rondon, em 21º, e Assis Chateaubriand, em 30º, e, englobando todas as regiões, ainda estão Cianorte, na 13ª colocação, Umuarama, na 16ª, Pato Branco, na 19ª, Rolândia, na 20º, além de Campo Largo (41º), São José dos Pinhais (43º) e Pinhais (49º), todas na Região Metropolitana de Curitiba.

Nesse período, a rede Sine (Sistema Nacional de Emprego) do Paraná se destacou como a que mais intermediou mão-de-obra no Brasil, com 38.369 trabalhadores colocados em empregos formais, mais que o dobro do segundo colocado no ranking nacional, o estado do Ceará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.