Professor da UEM recebe prêmio internacional na área de Física

O professor da UEM, Mauro Baesso, é reconhecido internacionalmente pelo seu trabalho na área de física.
Foto: UEM

O professor Mauro Luciano Baesso, do Departamento de Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM), recebeu o prêmio sênior 2022 da IPPA, concedido bianualmente desde 2001.

A premiação foi criada para reconhecer pesquisadores de destaque que foram fundamentais no desenvolvimento e evolução de técnicas e aplicações fotoacústicas, fototérmicas e outras relacionadas, que tenham forte impacto em diversas comunidades científicas da Física, Química, Biologia, Biofísica, Biomédica, Engenharias e Ciências da Saúde.

Além do prêmio de U$ 1 mil, o pesquisador contemplado recebe um certificado com a citação apropriada sobre o motivo de ter sido reconhecido.

O prêmio sênior da IPPA será entregue na XXI International Conference on Photoacoustic and Photothermal Phenomena (ICPPP 21), a ser realizada em Bled, Eslovênia, de 19 a 24 de junho deste ano, em uma sessão plenária especial.

O professor Gustavo Lukasievicz, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Câmpus de Medianeira, ex-aluno do grupo de Fototérmica do DFI/UEM, também foi premiado. Ele receberá na mesma data e local o Prêmio Jovem Cientista IPPA 2022.

TRABALHO DE EQUIPE

Cientista premiado, Baesso foi reitor da UEM de 2014 a 2018, tem mestrado e doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pós-doutorado pelo Institute of Science and Technology da University of Manchester, Inglaterra, e foi professor visitante no ETH Zuruque, Suíça. Também é professor dos programas de pós-graduação da UEM em Física e em Odontologia Integrada.

Ele reforçou que a premiação se trata de reconhecimento pelo trabalho de equipe desenvolvido ao longo de mais de 30 anos na UEM. Lembrou da criação do grupo de pesquisa em ciências fototérmicas (hoje cadastrado no CNPq como “Photohermal Phenomena Laboratory”), por meio da parceria iniciada nos anos 90 com o professor Antonio Carlos Bento e, mais tarde, com os professores Antonio Medina Neto, Jurandir Hillmann Rohling, Nelson Guilherme Castelli Astrath, Francielle Sato, Luis Carlos Malacarne, Vitor Santaella Zanuto e Robson Ferrari Muniz, todos doutores, do Departamento de Física da UEM.

Dados divulgados pela Agência Estadual de Notícias do Paraná.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.