Maringá registra aumento de 40% de casos da Covid-19 em maio

De acordo com dados do Observatório Covid UniCesumar Codem, Maringá teve aumento de 40% no número de casos da Covid-19.
Foto: Shutterstock

Boletim divulgado nesta quarta-feira (25) pelo Observatório Covid UniCesumar Codem – que semanalmente avalia e monitora os indicadores da pandemia – aponta aumento de 40% no número de casos registrados da doença na primeira quinzena deste mês em Maringá. O levantamento mostra que a cidade registrou uma média de 177 casos diários na segunda quinzena de abril e aumentou para 247 casos por dia nos primeiros quinze dias de maio. A tendência é subir na segunda quinzena deste mês.

De acordo com o observatório, o número de casos ativos também aumentou. Atualmente, são 2.577 pessoas positivadas em Maringá. O coordenador do Observatório, Guaracy Silva, ressalta que devido ao aumento no número de casos, a Prefeitura de Maringá voltou a recomendar o uso de máscaras no município em ambientes fechados. Além de reforçar a importância de manter em dia a cobertura vacinal.

“As curvas do número de casos e óbitos em decorrência da covid-19 registraram alta. Não só em Maringá, mas também no Paraná e no Brasil. A taxa de ocupação hospitalar também tem subido, porém com muito espaço para ampliação do atendimento. Por isso precisamos seguir com os cuidados diários de prevenção e a utilização da máscara, principalmente em locais fechados”.

Em Maringá, 87,96% da população está vacinada com pelo menos um dose da vacina contra a covid-19, 80,27% com duas doses e 55,86% com a dose de reforço.

Dados em diferentes regiões do Brasil

Um levantamento realizado pela Dasa rede de saúde integrada, identificou um aumento nos índices de positividade para Covid-19 em mais de 900 unidades da rede.

A região Sul mantém tendência de alta, com 39,11% de positividade na semana de 16 a 22 de maio – na semana anterior, o índice foi de 37,01%.

Em comparação a outras regiões do Brasil, São Paulo teve aumento na positividade entre 9 e 15 de maio, subindo de 24,80% para 29,56%.

No Rio de Janeiro, o índice apresentou um leve aumento nas duas semanas, passando de 21,44% para 25,01% de positividade para Covid-19.

O Distrito Federal, comparando as mesmas semanas, apresenta o maior aumento do índice de positividade, que passou de 18,77% para 26,04%.

Na região Centro-Oeste, os índices de positividade foram 20,49% para 26,09%, sempre comparando as mesmas semanas.

Já nas unidades do nordeste, o aumento foi de 10,67% para 14,98% no mesmo período.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.