Polícia Federal deflagra operação para desarticular organização criminosa

Operação da Polícia Federal tinha como objetivo desarticular organização criminosa responsável pelo roubo de caminhão com mais de uma tonelada de maconha.
Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (12) a Operação Cannabis Furari, com o objetivo de desarticular organização criminosa responsável pelo roubo de um caminhão carregado com aproximadamente 1.500 kgs de maconha, ocorrido em 10/11/2021.

Foram mobilizados 40 Policiais Federais que cumprem 23 Mandados judiciais expedidos pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Maringá/PR, sendo 10 de busca e apreensão e 13 de prisão preventiva, nas cidades de Maringá, Umuarama, Sarandi e Londrina, todas no Paraná.

Foto: Polícia Federal

A ação policial é derivada da Operação Acesso Soturno, deflagrada no dia 09 de dezembro de 2021, que apurava o roubo à residência de uma servidora da Justiça Federal de Maringá/PR. Durante as investigações, detectou-se o roubo do caminhão carregado de entorpecente e a posterior revenda da droga pelos mesmos autores.

O nome da Operação faz referência à subtração do entorpecente, haja vista o nome científico da droga.

Se confirmada a hipótese criminal, os investigados poderão responder pelos crimes de roubo agravado, tráfico de drogas, organização criminosa, furto e adulteração veicular. Esses crimes possuem penas máximas que, somadas, podem chegar a 45 anos de prisão.

Trata-se da segunda Operação decorrente da Acesso Soturno. Em 03/05/2022, foi deflagrada a Operação Século, visando responsabilizar o mesmo grupo criminoso pelo roubo de outro caminhão, mas carregado de cigarros de origem estrangeira, quando foram cumpridos 3 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão preventiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.