No Dia da Escola, Comissão de Educação realiza sessão ordinária

No Dia Nacional da Escola, Comissão de Educação se reúne para questionar falta de planejamento no retorno das aulas presenciais

Atrasos e falta de profissionais expõe dificuldades da administração em planejar retorno das aulas presenciais.

Com o retorno das aulas presenciais, aumentaram as ligações para os vereadores que compõem a Comissão de Educação da Câmara de Maringá. São reclamações de pais e professores descontentes com o atraso no fornecimento de uniformes e produtos de limpeza, dos prometidos notebooks aos professores, mas principalmente queixas sobre o déficit de profissionais para atender o cotidiano das escolas.

Nos últimos dias, o número insuficiente de pessoal para trabalho operacional, de professores e profissionais de apoio pedagógico interdisciplinar tem sido a reclamação mais recorrente nas unidades. Por isso, a Comissão de Educação protocolou requerimento, em regime de urgência, que será apreciado na sessão desta terça, 15 de março, Dia Nacional da Escola, questionando a falta de planejamento para o retorno das aulas presenciais.

“As perdas em função da pandemia todos sofreram, e a rede municipal é aquela que mais rapidamente poderia se recuperar, mas não se preparou, infelizmente. Mesmo lá no ensino remoto, todos sabiam que o presencial retornaria, e logo que isso acontece a gente percebe que as coisas ainda não tinham sido planejadas” – questionou a presidente da Comissão de Educação, professora Ana Lúcia Rodrigues, que é composta também pelos vereadores Mário Verri e Onivaldo Barris.

A Sessão Ordinária desta terça-feira tem início previsto às 9h30, com transmissão ao vivo pelo Canal do Youtube da TV Câmara Maringá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.