Prefeitura de Maringá volta com obras no Terminal Rodoviário

jairo de carvalho

A Prefeitura de Maringá recomeçará em breve as obras de reforma do Terminal Rodoviário Vereador Dr. Jamil Josepetti. O contrato com a empresa Base Construções e Incorporações, vencedora da licitação, foi rompido esta semana.

A companhia abandonou as obras na rodoviária e nem chegou a 4% do cronograma de trabalho. Com isso, a Prefeitura acionou a Justiça e vai comunicar a segunda colocada na licitação. Os procedimentos burocráticos estão em andamento para o recomeço das obras. A Secretaria de Obras Públicas informa que já são realizadas a dispensa da empresa anterior, depois será feito o contrato com a nova companhia, a ordem de serviço, entre outros.

As obras iniciaram no começo de 2021 e deveriam ser entregues no começo desse ano. Agora a nova previsão de entrega é no início de 2023. Custo da reforma é de R$ 8,9 milhões englobando uma área de 18 mil m² de obras. Projeto relaciona segurança, conforto, acessibilidade e modernidade, integrando serviços, logística e fluxos no local. Entre eles climatização, instalação de elevadores, melhorias na prevenção de acidentes e nas redes elétrica e hidráulica, novos espaços e serviços, adequações nos banheiros, entre outros.

FLUXO

A Secretaria de Mobilidade Urbana informa que um dos focos da reforma está nos acessos. Tanto para funcionários, passageiros e veículos. Reforma prevê um novo acesso de ônibus pela avenida Tuiuti e uma nova entrada para pedestres pela avenida Centenário. O que melhorará fluxo de veículos terminando o congestionamento que acontece hoje com a entrada e saída pela avenida Centenário. A passarela entre calçada da avenida Tuiuti e piso superior da rodoviária será mantida, mas terá adequações.

Também haverá um novo terminal metropolitano, mudança no sistema na plataforma de embarque e desembarque de passageiros, melhorias nos guichês das companhias, entre outros. Incluindo serviços digitais não existentes hoje. Como acesso para plataforma de embarque que será feito por uma catraca eletrônica somente por quem tiver passagem para viajar. Além de licitação para novos espaços comerciais num segundo momento.

MOBILIDADE

Reforma da rodoviária faz parte de serie de ações melhorando mobilidade de Maringá. Como ampliação de ciclovias, reforma do aeroporto, Plano de Mobilidade, entre outros. Rodoviária maringaense foi inaugurada em 1998 e tem fluxo com mais de 1,4 milhão de passageiros anualmente, entre embarques e desembarques.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.