UEM antecipa colação de grau e forma 64 novos médicos e enfermeiros

A Universidade Estadual de Maringá realizou na tarde desta terça-feira (25), no Restaurante Universitário (RU), com transmissão via YouTube, a entrega dos diplomas a 28 novos profissionais de Enfermagem e 36 de Medicina, que concluíram os cursos em 2021. 

Cada formado pôde convidar no máximo quatro pessoas para prestigiar o momento presencialmente, sendo que todos deveriam usar máscara e levar comprovante de esquema vacinal completo contra a Covid-19. 

Dentre os discursos da tarde, falaram a juramentista das turmas, Tayná Caroline da Silva, do curso de Medicina, e o orador, Jonas Henrique Dias Vasconcelos Lopes de Oliveira, de Enfermagem. 

O reitor, Julio César Damasceno, em seu discurso, retomou o início da pandemia de Covid-19 e parabenizou os formandos pela coragem de escolher profissões ainda mais nobres neste momento e encarar a linha de frente nos hospitais. “Não é um sonho apenas, mas está associado a muita dedicação e horas de estudo”.

A cerimônia foi ainda mais especial, pois realizou a formatura da sexta enfermeira indígena pela UEM, Isabelly Nathuane Matias Claudino, da etnia Guarani. Ao longo de sua formação, contou com o apoio da Comissão Universidade para os Índios (Cuia), ligada à Pró-Reitoria de Ensino (PEN). A jovem de 23 anos representa a segunda geração de enfermeiras indígenas formadas pela UEM por meio da política estadual de formação indígena no ensino superior do Paraná. É filha da primeira enfermeira indígena formada, em 2009, Silvana Matias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.