Confusão no aeroporto de Maringá precisou até polícia e Procon

confusão no aeroporto

Até o meio-dia desta terça-feira, 28, dezenas de passageiros que deveriam ter embarcado no voo das 6h15 no aeroporto de Maringá com destino a Guarulhos, em São Paulo, permaneciam na fila, sem água, alimento ou mesmo cadeiras, sem previsão de quando poderão embarcar. Mas, o que mais irritava era a falta de consideração por parte da empresa Gol Linhas Aéreas, que nem se dignava a dar informações sobre o que estava acontecendo.

Os passageiros estavam no aeroporto desde as 5 horas para fazer o check in e embarque, com previsão de partida às 6h15 em direção ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Porém, muitos passageiros vieram de outras cidades e do Mato Grosso do Sul para embarcar em Maringá e estavam a noite inteira sem dormir.

confusão no aeroporto
Os passageiros não encontraram estrutura no aeroporto para reduzir o desconforto da espera Foto: Jefferson Arley

Como o avião não foi para a pista na hora marcada e a Gol não dava explicações, houve tumulto, sendo necessária a presença da polícia para manter a situação sob controle. Os passageiros chamaram também o Procon  para orientar as providências que deveriam ser tomadas contra a empresa.

Segundo os passageiros, o que mais ofende é a falta de atitude da Gol, que nem sequer informou aos passageiros o que estava acontecendo. Para o engenheiro químico Jefferson Arley Martins Rodrigues, esse é mais um desrespeito ao consumidor e ele culpa tanto a empresa aérea quanto o aeroporto de Maringá, que não oferece condições adequadas para diminuir o desconforto dos passageiros prejudicados. “Vergonha para a Gol e para o aeroporto de Maringá, sem infraestrutura e plano de contingência para atendimento ao público lesado”, disse.

Débora Nascimento diz que a empresa já sabia que a aeronave estava com problema desde o dia anterior, porém esperou todos fazer o check in sem avisar que o voo não sairia.

Passageiros alegam que estão sofrendo prejuízos, pois, devido ao atraso em Maringá, perderam conexões que deviam fazer em São Paulo para outros Estados.

É o caso de uma família com 14 adultos e 6 crianças que está tentando se acomodar em qualquer lugar do aeroporto para diminuir o cansaço. Todos deveriam estar em Guarulhos ainda pela manhã para fazer o check in e embarcar para João Pessoa ao meio-dia. O primeiro dia de praia já está perdido.

Por volta das 11 horas, funcionários da Gol foram conversar com os passageiros e disseram que a empresa ia dar R$ 30 a cada um para as despesas até que pudessem embarcar.

 

Atualização: 14h17

Embaque só as 21 horas

As 14 horas, a repórter Luciana Peña, da Rádio CBN Maringá, divulgou uma nota emitada pela Gol explicando o incidente. A nota é seguinte:

Devido a uma manutenção não programada da aeronave, a GOL remarcou o voo G31111, das 06h, com origem em Maringá (PR) e destino a São Paulo/Guarulhos (GRU), para às 21h desta terça (28). Os Clientes receberam toda a assistência e, nos casos de urgência e conexões, estão sendo reacomodados nos próximos voos da Companhia. A GOL lamenta os transtornos causados, mas reitera que ações como estas visam garantir a total Segurança, valor número 1 da Companhia.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *