Livro de Puliquezi resgata histórias e personagens que fizeram a Zona 7 de Maringá

Livro de Puliquezi

Jeremias Puliquezi deve ter seguido o conselho de Leon Tolstói: fale de sua aldeia e estará falando do mundo. E foi mais longe, falando do povo de sua aldeia. E assim nasceu o livro “Zona 7”, lançado na terça-feira à noite no Teatro Calil Haddad, encerrando a programação de eventos da Secretaria de Cultura de Maringá para o ano de 2021. Presente ao lançamento muita gente que nem tinha nascido quando Jeremias  passava noites relembrando, rascunhando e sonhando com um livro que registrasse tudo o que ele viveu, viu ou ficou sabendo da vila em que nasceu há 67, cresceu e lá continua morando até hoje.

Encampado pela prefeitura, por meio da Gerência do Patrimônio Histórico e da Secretaria da Cultura, “Zona 7” tornou-se parte do projeto Memória dos Bairros, que já contou a história da Vila Operária e do Maringá Velho. E é o primeiro livro do projeto que não foi elaborado pelo Patrimônio Histórico – leia-se João Laércio Lopes Leal, o historiador da prefeitura. E além de elaborado e escrito por Puliquezi, também foi ilustrado por ele, que desde a juventude pinta telas com fatos e situações que ele testemunhou.

Zona 7

Segundo João Laércio, foi também muito importante na finalização do livro o trabalho de Carlos Alexandre Venancio e Jefferson Domingos de Oliveira, que fizeram a Produção Editorial.

Literatura em alta

O secretário de Cultura, Victor Simião, destacou a importância de encerrar as atividades da secretaria neste ano com o lançamento de uma obra literária. “A literatura ganhou um lugar especial em Maringá nestes últimos anos, mais ainda durante a administração Ulisses Maia”, disse ele, citando que poucos dias antes o setor cultural viveu a efervescência de mais uma edição da Festa Literária Internacional de Maringá, a FLIM, com lançamentos de livros, exposições, debates, mesas redondas. Na sequência aconteceu a posse da nova diretoria da Academia de Letras de Maringá e agora o lançamento de uma obra aguardada há anos.

Zona 7
Jeremias Puliquezi explica que há anos vem passando para o papel fatos que ele testemunhou ou colheu junto aos protagonistas Foto: Dirceu Herrero

O lançamento de “Zona 7” contou com a presença de vários escritores maringaenses, como Dirceu Herrero, especialista em biografias de personagens históricos, Angela Ramalho, Tiago Valenciano, Reginaldo Dias e João Laércio Leal, todos membros da Academia de Letras de Maringá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *