Forte expansão faz Cocamar revisar planejamento estratégico para faturar R$ 15 bilhões em 2025

cocamar

A Cocamar Cooperativa Agroindustrial promoveu uma revisão no seu planejamento estratégico para o ciclo 2020/2025. A previsão que era de faturar R$ 10,3 bilhões em 2025, passou para R$ 15 bilhões., um aumento de 50%.

A justificativa para esse forte incremento está, principalmente, na velocidade da expansão dos negócios a partir de 2020, quando, com a pandemia, os volumes de vendas foram ampliados e, ao mesmo tempo, houve crescimento de participação de mercado. Isso combinou com a nova realidade de preços praticados em 2021, cujo impacto tem sido grande no faturamento. A cooperativa foi, também, atrás de oportunidades e abriu mais unidades operacionais, além de ter investido em novos negócios.

Acelerado – Para se ter uma ideia da rapidez da expansão, enquanto no exercício 2019 a Cocamar apresentou um faturamento geral de R$ 4,6 bilhões, em 2020 o montante foi 52% superior, passando de R$ 7 bilhões. Para este ano, a previsão é faturar R$ 9,5 bilhões – praticamente 30% a mais – e a estimativa para 2022 é chegar a R$ 11,8 bilhões.

O presidente executivo Divanir Higino destaca que em 2021 a Cocamar bateu recorde de recebimento de soja, de 1,7 milhão de toneladas. Porém, a drástica redução das safras de inverno, em que as culturas de milho e trigo sofreram perdas acima de 60% em média com secas e geadas, impediu que a cooperativa atingisse um patamar acima de R$ 10 bilhões – o que estava projetado para alcançar apenas em 2025.

Higino destaca que todas as áreas de negócios cresceram neste ano, ressaltando ter havido um avanço expressivo em participação de mercado tanto no que se refere a comercialização de insumos quanto em recebimento de grãos.

Mais rentabilidade – “No ciclo anterior do planejamento estratégico [2015/2020], estávamos centrados no crescimento, sobretudo em expansão geográfica e em participação de mercado, além de promover algumas ações de verticalização das cadeias”, comenta Higino, ressaltando: “no novo planejamento o foco é atender ao cooperado em tudo o que ele precisa e gerar mais rentabilidade aos seus negócios”. Para isso, pontua, estão sendo desenvolvidos novos negócios, entre os quais a produção de carne precoce, fertilizantes foliares, rações, biodiesel e incentivo a culturas como sorgo e trigo branqueador. A Cocamar estuda, ainda, ingressar na produção de etanol de milho e piscicultura. O novo ciclo do planejamento estratégico marca também o início da Jornada do Cooperado, um programa que visa atender ao produtor, com padrão de excelência, em todas as suas demandas

“Estamos priorizando ações para melhorar cada vez mais a eficiência e a competitividade da cooperativa”, conclui o presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *