Independentes também têm vez e voz na FLIM 2021

independentes

A Festa Literária Internacional de Maringá, a FLIM, um dos maiores eventos literários e de divulgação de autores e livros do Sul do Brasil, abriu espaço para que também autores independentes, aqueles que não estão ligados a editoras tradicionais ou alguma forma de incentivo financeiro. Seis jovens que estão estreando como autores de livros estão presentes no evento e abertos a explicar ao público os caminhos que trilharam para ter suas obras editadas.

Os independentes são a base da arte e da cultura. São inspiração para o mainstream e a indústria cultural e muitos dos artistas famosos começaram desta forma, correndo atrás de financiamento para seus projetos e até mesmo bancando a própria obra em busca de uma oportunidade.

Basta subir até o primeiro piso do Centro de Ação Cultural (CAC) para conhecer seis independentes que a Secretaria de Culltura selecionou. O Espaço de Exposição conta com obras de Christian Sergi, Franciele Macedo, Gabriel Barbosa, Josi Guerreiro, Luana Marcondes e Danielle Cicarelli. Os próprios escritores e artistas estão no espaço para atender o público e vender suas obras.

 

independentes
Foto: Andye Iore

Josí Guerreiro lançou no ano passado “Final apocalypse”, inspirada pela literatura juvenil de Harry Potter e Percy Jackson. No enredo, um anjo vai até a Terra em busca do signo de gêmeos. Livro é vendido por R$ 30.

 

independentesChristian Sergi cansou de esperar por uma editora e bancou do próprio bolso o primeiro volume de “Doran” em 2018. Livro ilustrado de fantasia científica é vendido por R$ 30. Ele também tem fanzine por R$ 5 e prints por R$ 10.

 

independentesAlém de Sergi, outra iniciativa empreendedora foi das amigas Luana Marcondes e Danielle Cicarelli. Elas participaram esse ano de um projeto de inovação e lançaram o “Eu escolho”. Já são três livros interativos online – um infantil, um juvenil e outro adulto – que podem ser conhecidos no Instagram @euescolho.livros

 

independentesFranciele Macedo já está avançada no mercado. Tem dois livros impressos e três ebooks. O romance “Laquesis” (2016) e o romance ambiental “Operação Amazônia” estão à venda por R$ 10 cada. 

 

independentesGabriel Barbosa também escreve história de fantasia. O livro “As cinzas da espada” mostra a disputa para a sucessão do torno de um reino medieval. Está à venda por R$ 50 o impresso e a versão online por R$ 20. 

 

PAPO – Além dos livros independentes, também há artistas gráficos com exposição. No próximo sábado (11), às 19h, no auditório do CAC, um debate abordará a produção de fanzines em Maringá. O jornalista Andye Iore e a poeta Ana Favorin falam sobre o primeiro fanzine da cidade e a produção atual, respectivamente. O debate de produção independente será mediado por Suelen Domingues. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *