Eliana Palma é eleita presidente da Academia de Letras de Maringá

Academia de Letras de Maringá

A escritora, palestrante e empresária Eliana Palma foi eleita, durante reunião mensal promovida na noite deste domingo. 5, no Maringá Metrópole Hotel, presidente da Academia de Letras de Maringá (ALM) para o período 2022/23.

Eliana sucede a Majô Baptistoni, que desde 2018, por dois mandatos, comanda a ALM. O evento festivo de posse está programado para o próximo dia 15, no mesmo local.

Academia de Letras de Maringá
Academia durante reunião com a presença do prefeito Ulisses Maia Foto: Arquivo Academia de Letras

Compõem a nova diretoria, liderada por Eliana, o vice-presidente Tiago Valenciano, a secretária geral Olga Maria Agulhon, a 1ª secretária Ângela Ramalho Xavier, o 2º secretário Jeferson Cadamuro Nunes, a 1ª tesoureira Majô Baptistoni, o 2º tesoureiro Alberto Paco, a 1ª bibliotecária Jeanette Monteiro de Cnop, a 2ª bibliotecária Florisbela Margonar Durante, e a oradora Loide Caetano. Do conselho fiscal fazem parte Rogério Recco, Arlene Lima e Cida Herrara (titulares), Hulda Ramos Gabriel e Sibelita Pinheiro (suplentes).

 

Novos membros

Na mesma reunião foram eleitos os novos integrantes da academia, todos pessoas já envolvidas com as letras.

Um dos novos membros é o historiador e escritor Miguel Fernando Perez Silva, que, entre outros trabalhos, publicou um levantamento histórico sobre o assassinato do garoto Clodimar Pedrosa Lô, por dois policiais em 1967, outro sobre a história dos pequenos circos que por décadas percorreram os bairros e a região de Maringá, além de uma parceria com o também historiador Reginaldo Benedito Dias para a republicação de “Terra Crua”,  do advogado Jorge Ferreira Duque Estrada, tombada pelo Patrimônio Histórico como primeiro livro publicado sobre os primeiros anos de Maringá.

Outro calouro na academia é o jornalista e advogado Milton Roberto da Silva Sá Ravagnani, que foi editor e colunista no O Diário e apresentou programas nas emissoras de rádio e TV do sistema Bandeirante em Maringá.

Academia de Letras de Maringá
Pedro Deprá, novo membro, ao lado da veterana na academia Gina Ramalho, poeta e editora

Também foram eleitos a escritora Dany Fran Gôngora Rosa, que publicou os livros “A Mensagem” e “Dias Nublados”, e o professor Pedro Paulo Deprá, da Universidade Estadual de Maringá (UEM), autor do livro de ficção “Dosha”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *