Documentário sobre a história de Maringá será lançado dia 14

A descoberta do Eldorado

Há vários livros sobre a história de Maringá, mas ainda não existia um documentário                                                                                                                                                                                             .

O documentário de média metragem “A descoberta do Eldorado: formação e consolidação política de Maringá (1947a 1988)”, projeto realizado por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com pesquisa e direção geral de Miguel Fernando e produção do Maringá Histórica e Cosmos Filmes, terá um pré-lançamento no dia 14, no Cineflix do Maringá Park Shopping. A partir do dia 15 o documentário sobre a história de Maringá fica disponível para todos os públicos no canal do Maringá Histórica, no YouTube.

A proposta original de trazer conteúdo inédito sobre a história política local foi realizada com sucesso. Apesar de ter muitos livros publicados sobre o assunto, ainda não existia um documentário acessível sobre isso e, além de preencher essa lacuna, o documentário também traz à tona imagens ainda não divulgadas.

O filme aborda, por exemplo, uma CPI que o prefeito Silvio Barros sofreu na década de 1970, quando tentou utilizar recursos públicos para uma reforma em sua residência. Também traz novidades sobre outros prefeitos, como João Paulino e Adriano Valente, além dos embates que quase resultaram em mortes nas duas primeiras gestões do Executivo Municipal.

“Temos muito conteúdo inédito e raríssimo sendo trazido pelo documentário, especialmente, em vídeos. Escolher essas imagens foi um desafio, pois é um processo minucioso e, praticamente, 100% artesanal, mas sem dúvidas o resultado ficou muito satisfatório”, comenta Miguel Fernando, que está debruçado sobre este projeto desde abril.

Documentário sobre a história de Maringá
O cartaz do lançamento imita os cartazes de filmes sobre o Velho Oeste Reprodução

Do Maringá Velho ao Novo Centro, 40 anos de história

Foram captados 23 depoimentos de funcionários públicos aposentados, personalidades locais, familiares dos prefeitos, historiadores, pesquisadores e, entre eles, o do jornalista Verdelírio Barbosa, falecido recentemente, poucos meses depois de sua (provavelmente última) entrevista. Por conta da pandemia e a fim de garantir a segurança dos envolvidos na produção, todas as medidas estabelecidas pelos protocolos de saúde foram cumpridas.

“Focamos nos principais eventos que se deram no recorte temporal de 1947 a 1988, dando início junto aos primeiros vereadores eleitos quando Maringá ainda era distrito de Mandaguari, as principais conquistas e conflitos, e encerramos com a primeira gestão de Said Felício Ferreira, quando foi dado inícioao projeto que depois ficaria conhecido como o Novo Centro. Ou seja, saímos do Maringá Velho, passamos pelo Maringá Novo e encerramos com a ideia de futuro, com o Novo Centro”, conta o diretor.

O documentário, que terá 69 minutos, será acessível a todos os públicos, pois conta com audiodescrição e libras. O trailer será veiculado no início de dezembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *