Vereadora de Mandaguaçu tem mandato suspenso por agredir jardineiro

vereadora de Mandaguaçu

A vereadora Karina Grossi (PTB), muito conhecida em Mandaguaçu pelo trabalho que desenvolve na proteção dos animais, foi suspensa pela Câmara por um período de 21 dias, sem remuneração, por quebra do decoro parlamentar. Ela foi denunciada na Comissão de Ética do legislativo pelo jardineiro Mateus Brites da Costa de Paula, que apresentou um vídeo em que ele aparecia sendo agredido pela vereadora.

A agressão aconteceu no dia 28 de julho no Parque Lagoa Dourada, principal ponto turístico de Mandaguaçu. Segundo o que foi levantado, Mateus estaria fazendo a poda de árvores à beira do lago, que ele mesmo tinha plantado algum tempo atrás, quando a vereadora chegou em uma motocicleta e foi reclamar do fato de o jardineiro estar realizando um trabalho para o qual não tem autorização.

Não se sabe exatamente como foi a conversa, nem se o jardineiro fez alguma provocação. O fato é que Karina perdeu a paciência, agrediu verbalmente o rapaz e depois partiu para a agressão física, desferindo socos, tapas e cusparada, além de rasgar-lhe a camisa e ainda atirar no lago a ferramenta que era usada na poda.

A agressão foi destaque no programa “Band Cidade”

Toda a cena da agressão foi gravada em vídeo pelo jardineiro, bombou nas redes sociais, saiu em programas de televisão em todo o Brasil e ainda serviu de material para a Comissão de Ética da Câmara pedir a suspensão da vereadora.

Com a prova da quebra do decoro parlamentar em mãos, os vereadores poderiam ter votado pela cassação do mandato de Karina Cuidadora de Animais, mas optaram pela suspensão não remunerada porque o caso está também na Justiça comum e a vereadora poderá sofrer outros tipos de punição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *