Após cinco meses com contrato emergencial, Bom Samaritano assume de vez o atendimento pelo SAMA

Bom Samaritano

Cinco meses depois de aceitar atender em caráter emergencial os servidores da prefeitura de Maringá e seus familiares, por meio do Sistema de Atenção à Saúde dos Servidores de Maringá (Sama), o Hospital Bom Samaritano ganha um contrato definitivo para continuar o atendimento. A instituição venceu uma licitação aberta pela prefeitura para a prestação desse serviço.

A Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas abriu nesta quarta-feira, 3, duas propostas recebidas para a licitação que define o atendimento do Sama e a proposta do Bom Samaritano foi a que ofereceu maiores vantagens.

A proposta apresentada foi de R$ 34.084.800, o que equivale a R$ 78,90 per capita, com 1,33% de economicidade. O contrato prevê cerca de 36 mil vidas, mas o valor é pago sobre o número de pessoas efetivamente atendidas.

A administração municipal segue com os procedimentos burocráticos para finalizar o processo e, posteriormente, realizar a assinatura de contrato com a empresa vencedora.

 

Parceria que continua

O Hospital Bom Samaritano já atendeu o Sama por vários anos, ainda com o nome Santa Rita Saúde. Findado o contrato, há menos de um ano, a prefeitura realizou uma licitação, que foi vencida pela empresa SudaMed, mas poucos dias depois teve que contestar o contrato na Justiça, alegando que a empresa de saúde não conseguia prestar o serviço a contento.

A situação se complicou principalmente devido à pandemia da covid-19 e em maio deste ano o contrato foi rompido e está ainda hoje na Justiça.

Para não deixar os servidores sem atendimento de saúde em pleno período de pandemia, foi feita uma licitação emergencial, que acabou vencida pelo Hospital Bom Samaritano, que reassumiu o Sama no dia 31 de maio.

bom samaritano
O antigo hospital Santa Rita tem uma das maiores estruturas de saúde do interior do Paraná Foto: Arquivo

Estrutura para o servidor

O Bom Samaritano, antigo Santa Rita, tem uma das mais completas estruturas hospitalares do Paraná – embora nem tudo esteja ao alcance dos servidores da prefeitura – , como Pronto Atendimento, Pronto-Socorro Geral, Pronto-Socorro Cardiológico, UTI Geral, UTI Cardíaca, UTI Neopediátrica, Serviço de Apoio, Diagnose e Terapia em Laboratório de Análises Clínicas e Diagnóstico por Imagem, dentre outros serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *