Hospital Psiquiátrico tem Residência Psiquiátrica aprovada pelo MEC

Residência Psiquiátrica

O Hospital Psiquiátrico de Maringá passa a ser reconhecido também como instituição de ensino ao ter sua Residência Psiquiátrica aprovada pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Desde 2001 o hospital é unidade complementar de ensino em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM), primeira Residência em Psiquiatria do interior do Paraná, e com a Uningá, desde 2014.

Hoje, o hospital é Serviço Hospitalar de Referência Estadual em Saúde Mental e referência também em ensino, formando anualmente mais de 600 estagiários das áreas médicas em convênio com as principais instituições de ensino.

A residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. O programa é gerenciado pelo MEC, mas o seu regimento é determinado pela Comissão Nacional de Residência Médica, a CNRM, que foi instituída em 1977.

No HPM, o médico residente terá o acompanhamento do corpo clínico do hospital e a vivência de situações reais da psiquiatria. O programa será coordenado pelo diretor técnico do hospital, médico psiquiatra Dr. Paulo Vecchi Abdala.

Falando sobre a aprovação da Residência Psiquiátrica, a presidente da instituição filantrópica, Maria Emília Parisotto Mendonça, enfatiza que “o HPM construiu uma história de dedicação à saúde mental, ao ser humano e à inovação, sendo, por exemplo, o primeiro hospital psiquiátrico a adotar o criar artístico, dentro da terapia ocupacional, como complemento ao tratamento psiquiátrico. E hoje, com muito orgulho, damos mais um passo com a residência”.

O Hospital Psiquiátrico de Maringá foi fundado em 1962 e vem trilhando um caminho de pioneirismo, inovação e excelência no acolhimento, tratamento e recuperação de pacientes com transtornos mentais e dependência química.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *