Prefeituras do Paraná se unem em campanha de incentivo à doação de órgãos

27 de setembro de 2021
doação de órgãos
O Paraná, campeão de doação de órgãos no Brasil, oferece completa estrutura para o transporte rápido de órgãos até o local da cirurgia Foto: AEN
As prefeituras de Maringá, Curitiba, Cascavel, Cianorte, Foz do Iguaçu, Londrina, Paranavaí, Ponta Grossa e Campo Mourão se uniram em uma das maiores campanhas de incentivo à doação de órgãos já realizadas no Paraná e outros municípios também aderir à ideia. Cada uma dessas prefeituras está divulgando o pedido para que os munícipes comuniquem suas famílias que é a favor de doar seus órgãos.
A ação faz parte da campanha “Diga Sim Em Vida”, idealizada pela Prefeitura de Maringá, que marca nesta segunda, 27 de setembro, o Dia Nacional de Doação de Órgãos. Também a Secretaria de Saúde do Paraná apoia o movimento.

A meta é salvar vidas

Atualmente, mais de 2,3 mil pessoas aguardam por um órgão no Paraná. O Estado é líder em doação no país. São 41,5 doações de órgãos por milhão de habitantes, enquanto a média nacional é de 18,1. Os dados são da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos.
O prefeito Ulisses Maia (PSD), de Maringá, destaca que a ação em colaboração com os municípios realça a solidariedade e a valorização à vida. “Com a campanha ampliada pela doação de órgãos atingimos mais gente, conscientizamos mais pessoas a comunicarem suas famílias sobre a decisão de serem doadores. Essa nobre campanha precisa ser amplificada por todos os canais possíveis. O propósito é salvar vidas. Esperamos que essa contribuição gere resultados positivos”.
Doação de órgãos
A rapidez no transporte dos órgãos pode definir se um órgão pode ser aproveitada e se o receptor vai viver Foto: AEN

Quais órgãos e tecidos podem ser doados?

Os órgãos são rim, fígado, coração, pâncreas e pulmão. Os tecidos são córnea, pele, ossos, válvulas cardíacas, cartilagem, medula óssea e sangue de cordão umbilical. A doação de órgãos como o rim, parte do fígado e da medula óssea pode ser feita em vida. Para a doação de órgãos de pessoas falecidas, somente após a confirmação do diagnóstico de morte encefálica.

Pessoas de todas as idades podem ser doadoras?

Depende do tipo de órgãos e tecidos, porque cada órgão tem um limite de idade. O fígado e o rim não têm idade, mas o coração tem um reparo de 55 anos. Já o tecido ocular tem o limite de idade no Paraná de até 60 anos. A média de idade dos doadores no Paraná está acima da faixa de 50 anos. São pessoas provenientes de doenças metabólicas, comorbidades e doenças preexistentes, por exemplo. Nesses casos, nem todos os órgãos poderão ser utilizados. Enquanto que um doador jovem, sem comprometimento dos órgãos, poderá doar coração, fígado, pulmão, rins, pele, ossos e córneas.

Como doar?

É muito simples e fácil! No Brasil para você ser doador de órgãos basta você avisar a sua família. Qualquer meio de comunicação é válido. Mande uma mensagem e avise a todos que você deseja ser o herói de muitas pessoas! Segue abaixo uma sugestão de texto para você enviar, confira neste link .
doação de órgãos
Divulgação