Atletas paralímpicos medalhistas em Tóquio desfilam em carro aberto em Maringá

4 de setembro de 2021
Débora e Beatriz conquistaram o bronze/ Foto - PMM

As atletas paralímpicas e medalhistas Meg Emmerich, judoca, e Débora e Beatriz Borges Carneiro, as gêmeas nadadoras, desfilam neste sábado, 4, às 16 horas em carro aberto do Corpo de Bombeiros pelas ruas de Maringá. Também estará presente o velocista Vinícius Rodrigues, maringaense que hoje reside em São Paulo.

A saída será do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros, na Zona 7, às 16 horas. O veículo percorrerá ruas do centro e vai parar em frente à Catedral Nossa Senhora da Glória. O vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora, e a superintendente da Secretaria de Esportes e Lazer, Viviane Santos, vão acompanhar a apresentação dos medalhistas maringaenses.

Meg Emmerich
Esta semana, o prefeito Ulisses Maia recebeu a medalhista paralímpica Meg Emmerich, e o técnico da atleta, Celso Ogawa. Ela conquistou medalha de bronze na categoria até 70kg B3. Na primeira luta venceu Minako Tsuchiya (do Japão), na semifinal perdeu de Dursadaf Karimova (do Azerbaijão) e na decisão de terceiro lugar venceu Altantsetseg Niamaa (da Mongólia).

Gêmeas
As nadadoras as gêmeas Débora e Beatriz Borges Carneiro, e o técnico delas, André Yamazaki, voltaram ontem (4) para Maringá. Foram recebidos no Aeroporto pelo vice-prefeito Edson Scabora. Débora ganhou a medalha de bronze no revezamento 4 por 100 metros livre misto, na categoria classe S14. Beatriz ganhou o bronze nos 100 metros peito,

Vinicius Rodrigues
O velocista Vinícius Rodrigues conquistou a medalha de prata na corrida dos 100 metros T63 (amputados de membros inferiores), com o tempo de 12s05. Vinicius chegou ontem a Maringá, vindo de São Paulo.

Apoio da Prefeitura
Meg Emmerich, Débora e Beatriz Borges Carneiro pertencem a associações esportivas que recebem bolsas da Secretaria de Esportes da Prefeitura de Maringá. O Município investe em 39 modalidades e apoia 648 esportistas, sendo 89 técnicos e 559 atletas (47 do esporte paraolímpico, sendo seis técnicos e 41 atletas). As bolsas variam entre R$ 1 mil e R$ 25 mil anuais, somando R$ 2,2 milhões.