Maringá começa a aplicar a terceira dose da vacina contra covid no dia 15, diz Maia

26 de agosto de 2021
dose complementar
A aplicação da dose complementar depende de autorização da Anvisa Foto: Alejandra de Lucca/Ministério da Saúde do Chile

O prefeito Ulisses Maia (PSD) disse nesta quarta-feira em vídeo publicado nas redes sociais da prefeitura, que confirmou junto ao Ministério da Saúde que Maringá receberá lotes de vacinas a serem destinadas como terceira dose para pessoas idosas e transplantados.

Segundo ele, a previsão de início da vacinação desta dose de reforço é para 15 de setembro, quando já terá sido vacinado todo o público acima de 18 anos.

Outra novidade é a mudança do intervalo entre vacinas visando acelerar a imunização da população, também em meados de setembro, e o retorno de tratativas entre Prefeitura de Maringá e Instituto Butantan.

Segundo Maia, A partir do dia 15 de setembro vai haver a redução do intervalo das vacinas da AstraZeneca e da Pfizer, que hoje é de 12 semanas (3 meses) e vai reduzir para 8 semanas (2 meses). “Dessa forma, vamos acelerando a imunização no Brasil. […] Outra coisa: a Prefeitura de Maringá, no ano passado, foi uma das primeiras do Brasil a assinar aquele protocolo de intenção de compra da CoronaVac com o Butantan. Agora, retomamos as tratativas com o Butantan, porque a exclusividade do Butantan com o Ministério da Saúde termina agora em setembro. Então, pode ser possível que Maringá consiga comprar as vacinas do Butantan, e se assim for, nós aplicaremos a terceira dose em um ritmo mais acelerado até do que o previsto pelo Ministério da Saúde”.