Polícia e Vigilância Sanitária apreendem três toneladas de carne de porco em depósito clandestino em Maringá

20 de agosto de 2021
Carne era armazenada de forma irregular em depósito/ Foto - Polícia Civil

Equipes da Polícia Civil e Vigilância Sanitária interditaram nesta sexta-feira, 20, um depósito clandestino de carne de porco. No depósito, que fica localizado no Jardim Imperial – zona norte de Maringá – os agentes encontraram os pedaços armazenados de forma irregular. Aproximadamente três toneladas de carne foram apreendidos. O local também tinha paredes com manchas de mofo e não estava bem refrigerado.

Segundo a polícia, do depósito, a carne de porco era distribuída para vários comerciantes de Maringá e região. “O Serviço de Inspeção Municipal recebeu essa informação e nós viemos aqui junto com os fiscais e constatamos essas irregularidades. Aqui, a carne era fracionada e revendida para comerciantes locais”, explicou o delegado Luiz Cláudio Alves que acompanhou a operação.

Além das carnes, foram apreendidos caminhões que eram utilizados para a distribuição dos produtos. “Agora, vamos apurar se há a prática de algum crime contra a relação de consumo, crime contra a ordem tributária e eventualmente crime contra a saúde pública”, completou o delegado. O responsável pelo local também foi conduzido à delegacia. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados por enquanto.