Mês da Música em Maringá abre em alto estilo, com Hamilton de Holanda tocando Tom Jobim

1 de agosto de 2021
Mês da Música
Hamilton Holanda vai mostrar suas releituras para os sucessos do criador da bossa nova

Se para muita gente o mês de agosto é esperado como o mês mais azarado do ano, o mês de cachorro louco e das grandes geadas, em Maringá, pelo menos neste ano, agosto chega trazendo alegria, beleza, arte e cultura. Em Maringá, agosto é o Mês da Música e é aberto neste domingo em alto estilo, com um dos maiores instrumentistas do País e, no seu instrumento, um dos melhores do mundo, Hamilton de Holanda.

O show é gratuito e acontece na internet devido às medidas de prevenção à covid-19. Na abertura, o Mês da Música deve ser detalhado para o público pelo secretário de Cultura, Victor Simião, e pelo prefeito Ulisses Maia (PSD). É só ir no YouTube da Prefeitura Municipal de Maringá. AQUI

Com seu bandolim de 10 cordas, Hamilton tem fascinado públicos mundo a fora, venceu dois Grammys, foi indicado para outros oito e com a mesma facilidade com que toca o choro, toca também samba, jazz, pop, rock. Não é a toa que já dividiu palco ou gravou com gente do calibre de Wynton Marsalis, Chick Corea, Armandinho Macedo, Yamandu Costa, The Dave Mathews Band, Paulinho da Costa, Chucho Valdes, Egberto Gismonti, Ivan Lins, Milton Nascimento, Joshua Redman, Hermeto Pascoal, Gilberto Gil, Richard Galliano, John Paul Jones, Bela Fleck, Stefano Bollani entre muitos outros.

Nesta noite, Hamilton e seu bandolim, geralmente associados ao choro, vão fazer da bossa-nova um estilo palatável para todos os públicos. Hamilton vai tocar Tom Jobim.

Mês da Música
Hamilton de Holanda é um dos músicos brasileiros tido como referência no mundo

Este show não é novo, é de antes da pandemia da covid-19 e foi apresentado inicialmente na Blue Note de São Paulo, uma casa de shows ao estilo do jazz norte-americano.  O chorão que se envolveu com o jazz e tem no improviso um de seus pontos altos, vai mostrar que os grandes sucessos do maestro soberano podem ter releituras muito diferentes das já conhecidas. E assim, a “Garota de Ipanema” chega de roupa nova, assim como ”Wave”, “Luiza”, “Água de beber”, “Eu sei que vou te amar” e tantas outras, de uma forma que só Tom pode compor e só Hamilton Holanda pode tocar.