Encontrado o quinto corpo no Rio Ivaí; as buscas continuam pelo garoto Nicolas, de Maringá

Por: - 22 de julho de 2021
Patrícia
Patrícia com a filha Heloisa e o marido, Alberoty; o outro filho do casal não entrou no barco

O corpo de Patrícia Miranda da Silva foi encontrado na tarde desta quinta-feira no Rio Ivaí, próximo ao local em que na quarta-feira foram encontrados os corpos de outras quatro pessoas que estavam em um barco que virou domingo à tarde. As buscas foram suspensas no final do dia e serão retomadas na sexta-feira, com mergulhos na área na tentativa de descobrir se há mais um corpo no local. O garoto Nicolas Pacagnan Fernandes, de 8 anos, continua desaparecido.

Patrícia Miranda, de 33 anos, era esposa do empresário Alberony Menegassi de Souza, de 41 anos, e da garota Heloisa Menegassi de Souza, de 3 anos, que também morreram no acidente com o barco e tiveram os corpos encontrados na quarta-feira. Alberony e a filha foram sepultados nesta quinta-feira em Jacutinga, distrito de Ivaiporã, onde a família morava e tinha uma empresa no ramo madeireiro.

Patrícia
Patrícia e Alberoni Menegassi recepcionava os amigos e estavam no barco com a pequena Heloisa

Também nesta quinta-feira foram sepultados no Cemitério Municipal de Maringá Adalberto Fernandes Galice, de 42 anos, e a filha Sophia Pacagnan Fernandes, de 4 anos, os dois primeiros a serem encontrados na quarta-feira.

Patrícia Miranda e o marido Alberony eram os proprietários da chácara em que acontecia uma festa no domingo e do barco em que saíram em nove pessoas para ver uma piscina natural Rio Ivaí abaixo.

Segundo Marcelo Carvalho, que também estava no barco e foi resgatado com vida, junto com a mulher dele, Jéssica Costa, e o filho João Vitor, disse que no momento em que o barco começou a ser puxado pela correnteza em direção a uma pequena queda d´água, foi Patrícia quem primeiro pulou na água para tentar segurar, no braço, o barco e impedir que ele caísse na cachoeira. Em seguida saltou na água o marido dela e o terceiro teria sido o próprio Carvalho.

“Ela [Patrícia] e meu irmão [Alberony] sabiam nada muito bem e morreram tentando salvar a vida das outras pessoas”, disse Osmair Menegassi, a Main, irmão de Alberony, que também estava na festa onde tudo começou e participou das buscas desde o primeiro momento.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.