Cacinor seleciona projetos na área de eventos para associações comerciais

Por: - 1 de julho de 2021
Associações comerciais
Imagem ilustrativa

A Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Norte e Noroeste do Paraná (Cacinor) publicou, nesta quinta-feira (1º), um edital de chamada que visa promover o desenvolvimento econômico e social nas regiões Norte e Noroeste do Estado.

Intitulado de “Caderno de Patrocínios Regionais”, a iniciativa contemplará dez projetos que deverão ser colocados em prática a partir do segundo semestre de 2022 e também no ano de 2023. Serão aceitas inscrições de projetos caracterizados e concebidos no formato de congressos empresariais, festivais, palestras, feiras de negócios, campanhas de fomento ao comércio, iniciativas em geral que possam valorizar a economia, a cultura e o turismo local.

De acordo com o edital de chamada, associações das seguintes cidades estão aptas a participar do “Caderno de Patrocínios Regionais”: Astorga, Bom Sucesso, Cianorte, Colorado, Doutor Camargo, Florai, Floresta, Itambé, Ivaiporã, Jandaia Do Sul, Japurá, Jardim Alegre, Jussara, Lunardelli, Mandaguaçu, Mandaguari, Marialva, Maringá, Marumbi, Nossa Senhora das Graças, Nova Esperança, Paiçandu, Paranacity, Presidente Castelo Branco, Rondon, Santa Fé, Santo Inácio, São João Do Ivaí, São Pedro Do Ivaí, São Tomé, Sarandi e Terra Boa.

 

Processo de amadurecimento

Auxiliar no desenvolvimento regional é tarefa da Cacinor nos municípios assistidos, e isso deve sempre contemplar aspectos econômicos, mas também sociais. Na avaliação da coordenadora administrativa da Cacinor, Denise Bonácio R. Sanches, isso vem ao encontro da missão da coordenadoria, e projetos como o do “Caderno de Patrocínios Regionais” serão essenciais para alavancagem de novas e necessárias iniciativas naquelas cidades.

Foi pensando nisso que, em abril deste ano, a Cacinor iniciou uma série de etapas visando a formação neste universo envolvendo criação e execução de projetos institucionais. Na oportunidade, o historiador e produtor cultural Miguel Fernando ministrou uma oficina técnica de gestão de projetos, tendo como objetivo a criação de estratégias sob a perspectiva dos eventos. “A gente capacitou os executivos e colaboradores das associações para que todos pudessem entender mais sobre aquela determinada área de projetos, e tivemos uma ótima aceitação por parte das associações comerciais”, diz Denise.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.