Sinos das igrejas badalam e o povo reza em memória dos 500 mil mortos

Por: - 19 de junho de 2021
500 mil mortos
Esta imagem a CNBB preparou para a divulgação nas redes sociais, na Internet

O Brasil deve chegar neste sábado, 19, à lamentável marca de 500 mil pessoas mortas pelo novo coronavírus e, diferente de algumas autoridades que não lamentam, não lutam para salvar vidas e ainda fazem festas desobedecendo às medidas de proteção, a igreja terá nesta data uma oportunidade para mostrar sua posição diante desta situação.

Neste sábado, às 15 horas (horário de Brasília), as igrejas católicas de todo o Brasil vão badalar os sinos e os fiéis devem entrar em oração em memória de tantos brasileiros e brasileiras que partiram e para ressaltar a mensagem de que “toda vida importa”.

Programação

O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, preside a Santa Missa na intenção das 500 mil vítimas da Covid-19 no Brasil, hoje, às 15h.

A celebração será no Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté (MG), com transmissão pelas redes sociais da CNBB e por emissoras de TV de inspiração católica.

No horário de início da missa, todas as dioceses serão convidadas a tocar os sinos.

 

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.