Prefeitos querem obter mais doses para agilizar vacinação na região da Amusep

Por: - 9 de junho de 2021
reunião de prefeitos da Amusep
Os prefeitos vão debater estratégias para que os municípios tenham vacina rapidamente

Diante dos aumentos de casos e internações por conta da covid-19, travando as atividades comerciais, industriais e sociais nas cidades e, consequentemente, a economia, os prefeitos das 30 cidades que compõem a Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) decidiram que suas populações não vão depender somente das vacinas no ritmo conta-gotas que chegam do Ministério da Saúde e vão buscar outros meios obter mais doses para poder vacinar com maior rapidez, devolvendo a (quase) normalidade as escolas, as empresas, a economia.

Esta não é uma ideia nova entre os prefeitos da região. Desde o início do ano eles vinham fazendo tratativas para a aquisição de doses em regime de consórcio com outros municípios e Estados brasileiros, mas a vacina que era mirada no momento, a russa Sputnik V, teve dificuldades para obter aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O assunto voltou à baila durante uma reunião da diretoria da Frente Nacional dos Prefeitos, na semana passada, e o prefeito de Maringá, UIisses Maia (PSD), repassou o assunto a seus colegas da Amusep.

Em reunião online na manhã desta quarta-feira o assunto foi debatido e sugestões foram apresentadas, como a da criação de uma comissão para viabilizar a aquisição de mais vacinas para os municípios. “Nós não podemos ficar esperando. Temos que agir de forma organizada e com o potencial político da Amusep para negociar mais vacinas para os nossos municípios”, destaca o prefeito de Marialva, Victor Celso Martini (PP).

A Comissão foi formada pelos prefeitos Suzie Aparecida Pucillo Zanata, de Astorga, Carlos Eduardo Armelin Mariani, o Duda, de Atalaia, Ivonéia de Andrade Aparecido Furtado, a Enfermeira Ivonéia, de Mandaguari, Victor Celso Martini (PP), de Marialva, Marcondes Araújo da Costa, o Doutor Marcondes, de Munhoz de Mello, e Moacir Olivatti, de Nova Esperança.

Levantamento

Na próxima semana, o colegiado vai realizar o primeiro encontro para debater as ações a serem colocadas em prática. O ponto de partida serão as informações que Ulisses Maia reuniu na visita a Brasília, onde manteve uma série de contatos com ministros e técnicos do Governo Federal, al´em de um levantamento da 15ª Regional de Saúde sobre a distribuição das doses e o andamento da campanha de vacinação nos municípios da Amusep.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.