Pesquisa do Instituto de Planejamento faz radiografia da indústria de Maringá

Pesquisa do IPPLAM sobre a indústria de Maringá é inédita

Por: - 4 de maio de 2021
Pesquisa do IPPLAM
A pesquisa do IPPLAM faz uma radiografia da indústria de Maringa

Acontece nesta quinta-feira, às 15 horas, a apresentação do resultado de um estudo sobre as estruturas básicas da indústria em Maringá, que vai servir para traçar estratégias de valorização convergentes com a Agenda 2020 da Organização das Nações Unidas (ONU). O estudo foi feito pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá (IPPLAM), vinculado à prefeitura de Maringá.

A apresentação poderá ser acompanhada também online, pela página do IPPLAM no Facebook.

“A compreensão de como o segmento se organiza, suas demandas e perspectivas, é fundamental para a construção de um modelo de valorização em conformidade com uma agenda de profissionalização e otimização de recursos”, afirma o prefeito Ulisses Maia. Ele criou, em sua segunda gestão, a Secretaria Municipal de lnovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação (Siacom) exatamente para trabalhar ações inovadoras no âmbito da economia local.

A diretora-presidente do IPPLAM, Bruna Barroca, explica que os constantes avanços tecnológicos criam um ambiente inovador em todos os aspectos, não apenas na cadeia produtiva, mas na forma como o setor industrial se relaciona com seus colaboradores e o consumidor. “As mudanças ocorrem num ritmo muito rápido e precisamos compreender essas transformações para colaborar com as ferramentas necessárias”, afirma.

O estudo identificou as características básicas do segmento, o perfil da qualificação profissional, o modelo de gestão aplicado, a ocupação territorial, entre outras informações. “No aspecto territorial, a pesquisa contribui com os objetivos da revisão do Plano Diretor da cidade, que está em andamento”, afirma a diretora de Desenvolvimento Econômico do IPPLAM, Paloma Carpena de Assis

Os dados colhidos pela pesquisa buscam ainda convergir para o modelo de desenvolvimento contido na Agenda 2030 da ONU, que prevê a industrialização inclusiva e sustentável com base em infraestruturas resilientes, ou seja, capazes de se recuperarem rapidamente de situações extremas, como desastres naturais. A Agenda faz parte dos Objetivos Sustentáveis da Organização das Nações Unidas.