Saiba como destinar parte do Imposto de Renda para projetos sociais

Por: - 17 de abril de 2021
imposto de renda
A opção de destinar 6% do valor devido ou arrecadado para projetos sociais está disponível no programa da declaração anual / Agência Brasil

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2021 foi prorrogado até 31 de maio. No entanto, o que muitos contribuintes ainda não sabem, é que eles podem destinar 6% do valor para projetos sociais de Maringá.

A opção está disponível no próprio programa da declaração anual, que permite destinação de 6% do imposto devido ou arrecadado. Para fazer a doação, basta comunicar o interesse ao contador na hora de solicitar a declaração.

De acordo com Sandra Jacovós, secretária de Assistência Social, essa destinação por meio do Imposto de Renda pode ser um meio prático e concreto de ajudar crianças, adolescentes e idosos de Maringá.

“A destinação de 6% do valor devido aos fundos municipais será usada para financiar projetos sociais com ações voltadas ao fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, como educação, esporte, aprendizagem, profissionalização, cultura, combate a exploração sexual, combate às drogas, outros tipos de violação de direitos e ainda ações em medidas socioeducativas”, explica.

O programa de declaração anual ainda permite que o contribuinte divida a doação, destinando 3% para o Fundo para Infância e Adolescência (FIA) e outros 3% para outros fundos, como o de idosos.

Ainda de acordo com a secretária, existem alguns critérios para que as entidades recebam os valores. “Para ter acesso ao Fundo para Infância e Adolescência (FIA) e ao Fundo do Idoso, as entidades precisam estar cadastradas nos conselhos municipais e apresentar projetos inovadores ou de grande impacto social”, esclarece.

Atualmente, os conselhos municipais da Criança e Adolescente e do Idoso têm cerca de 65 entidades inscritas e que estão aptas a receber o financiamento por meio dos projetos sociais.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.