PUC-PR deixa de oferecer cursos presenciais em Maringá a partir de agosto

Por: - 23 de fevereiro de 2021
PUC-PR
PUC-PR faz parte do Grupo Marista e iniciou as atividades em Maringá em 2004 / Divulgação

A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) anunciou que não vai ofertar cursos  presenciais no câmpus de Maringá a partir de agosto. A instituição vai oferecer apenas cursos online na modalidade de Educação a Distância (EaD). O anúncio foi feito pelo vice-reitor da PUC-PR, Vidal Martins, por meio de vídeo publicado no site do câmpus.

No vídeo, Vidal Martins afirmou que as mudanças estão relacionadas à mudança de posicionamento da instituição e das características do câmpus de Maringá. A PUC-PR faz parte do Grupo Marista e iniciou as atividades na cidade em 2004. Atualmente, a unidade oferece cursos de graduação, especialização e de curta duração nas modalidades presencial, semipresencial e a distância.

De acordo com o vice-reitor, os estudantes de direito, administração e psicologia, que estão com a graduação em andamento, podem terminar os cursos de forma presencial no câmpus de Londrina. “Toda logística de translado diário de Maringá para Londrina ficará sob responsabilidade da nossa universidade, inclusive o custeio dessa logística”, disse.

Além da transferência, os alunos também podem optar por fazer aulas de forma online. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, quem escolher pelo EAD vai pagar mensalidade menor, já que o valores do ensino online são mais baixos.

No vídeo publicado no site do câmpus, o vice-reitor, Vidal Martins, informou que a estratégia de transição dos alunos de filosofia, que são seminaristas da Igreja Católica, ainda não foi definida. A instituição discute a mudança com bispos da região e o Grão-Chanceler da PUC-PR, o arcebispo de Curitiba dom José Antônio Peruzzo.

Com a manutenção das atividades apenas no formato EaD, Vidal Martins disse que alguns postos de trabalho da instituição serão mantidos. Segundo ele, outros profissionais serão realocados em unidades da PUC-PR e do Grupo Marista.

“Enfatizo que nada muda neste semestre que está quase se iniciando. Queremos fazer uma transição serena e bastante dialogada. Por isso, estamos fazendo esse anúncio com um semestre de antecedência. Teremos tempo e disposição para tratar com atenção todas as situações que surgirem a partir desse anúncio”, disse o vice-reitor no vídeo.

Por meio de nota, a PUC-PR disse que a ideia é “tornar o câmpus Maringá um centro de EaD na região”. O objetivo é intensificar a oferta de ensino na modalidade online em Maringá, concentrando o presencial em Curitiba, Londrina e Toledo. A instituição continuará na cidade com a oferta de cursos de graduação online, como já acontece em Guarapuava, Cascavel e Ponta Grossa.

Segundo a universidade, a pandemia do coronavírus mudou o cenário da educação e o EaD cresceu em 2020. De acordo com a PUC-PR, entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020 as matrículas para cursos online cresceram 176% na instituição. Os cursos híbridos aumentaram 244% no mesmo período.

“Aumentar a oferta dos cursos de EaD é oferecer novas oportunidades para a população de Maringá e região para que tenham um futuro profissional promissor. Com essa decisão, a universidade mostra como aliar a forte tradição e a conexão ao mundo contemporâneo e suas transformações”, disse a PUC-PR em nota.

  • Reportagem atualizada na terça-feira (23/2), às 18h35, com informações da assessoria de imprensa da PUC-PR

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.