Maringá recebe 4 mil doses da vacina da AstraZeneca neste domingo (24/1)

Por: - 24 de janeiro de 2021
O voo com as doses chegou em Maringá por volta das 13h neste domingo (24/1) / PMM

Maringá recebeu, neste domingo (24/1), um novo lote de vacinas para a campanha de vacinação contra o coronavírus. A cidade recebeu 4.130 doses da vacina vinda da Índia, produzida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca. O voo pousou no Aeroporto Regional de Maringá por volta das 13h.

O secretário de Saúde do Estado, Beto Preto, acompanhou a chegada das doses da vacina em Maringá. Ele reforçou a importância de profissionais de saúde serem vacinados com prioridade. “Precisamos terminar a imunização dos que estão na linha de frente no combate ao coronavirus”. No total, a 15ª Regional de Saúde de Maringá recebeu 6.670 doses.

O Paraná recebeu pouco mais de 86 mil doses dos 2 milhões de imunizantes importados do Instituto Serum, um dos centros da AstraZeneca para a produção da vacina na Índia. O lote vai ampliar o alcance da proteção ao chamado grupo prioritário, formado por profissionais de saúde, pessoas em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), pessoas com deficiência severa e indígenas. A definição de prioridade segue o Programa Nacional de Imunização (PNI), do Governo Federal.

Beto Preto explicou que, diferentemente da CoronaVac, a aplicação da AstraZeneca será em lote único, garantido a primeira dose para mais pessoas. “Como o intervalo de aplicação das doses da AstraZeneca é de 120 dias, o lote desta vez será único. O objetivo é colocar à disposição todas as doses, já que depois vamos receber um estoque auxiliar para a segunda dose”, afirmou.

Esse é o segundo lote de imunizantes encaminhado ao Estado pelo Ministério da Saúde. O primeiro, composto por 265.600 vacinas da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, já foi distribuído e começou a ser aplicado pelos 399 municípios. De acordo com a Sesa, 57,2 mil receberam a proteção até as 17h30 de sexta-feira (22/1). O número representa 43% das 132.771 doses (metade do primeiro lote) repassadas pelo Governo do Estado.

A quantidade foi dividida porque o intervalo de aplicação é menor, de três semanas. “Por isso garantimos que a mesma pessoa receba as duas doses neste intervalo de tempo”, ressaltou Beto Preto.

Terceiro lote de vacinas

O processo de vacinação deve ganhar ainda mais agilidade nos próximos dias. Está programado para chegar ao Paraná, ainda nesta semana, um terceiro lote, também da CoronaVac.

A estimativa é que o Estado receba cerca de 5% das 4,8 milhões de doses emergenciais autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na sexta-feira (22/1). Ou seja, cerca de 240 mil imunizantes que também serão divididos de forma igualitária por todas as cidades paranaenses. No total, confirmado os números da terceira remessa, o Paraná vai contabilizar 592,1 mil doses.

“Neste momento, o importante é vacinar o maior número de paranaenses possíveis. Queremos imunizar, até maio, 4 milhões de paranaenses que compõem o grupo de risco”, disse o secretário.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.