Sarandi registra 218 novos casos de coronavírus entre segunda e terça

Por: - 2 de dezembro de 2020
No Paraná, governo adotou novas medidas para conter o aumento no número de contágios / REUTERS / Lindsey Wasson

O registro de novos casos de coronavírus no período de 24 horas aumentou em Sarandi. Nesta semana, a cidade registrou números superiores a 100 casos por dia. Entre segunda-feira (30/11) e terça-feira (1/12), foram confirmados 218 novos casos de Covid-19. A atualização mais recente mostra 446 pessoas em isolamento domiciliar, além de oito pacientes internados com o coronavírus.

Desde o início da pandemia, Sarandi registrou 2.483 casos e 30 mortes em decorrência da doença. Em semanas anteriores, dificilmente o número de casos registrados em 24 horas passava de 100. Há sete dias, por exemplo, em 25 de novembro, a cidade registrou 22 novos casos. Nesta segunda foram confirmados 118 novos casos e na terça mais 100.

O aumento no número de contágios é registrado em outras cidades do Brasil. No Paraná, houve um aumento de 23,9% na média móvel de casos e de 6,2% na média de mortes nos últimos 14 dias. Atualmente, de acordo com a Secretaria da Saúde do Paraná, são 2.635 novos casos por dia e 24 mortes em decorrência do coronavírus no Estado.

Para conter o avanço do número de casos no Paraná, o governador Ratinho Junior (PSD) assinou e publicou nesta terça-feira (1/12), decreto com novas medidas restritivas para o Estado. O decreto estabelece limitação de horário para circulação de pessoas no período noturno, o chamado “toque de recolher”. O prazo de vigência é de 15 dias, prorrogáveis ou não.

De acordo com o texto, a proibição valerá durante o fim da noite e a madrugada, das 23h às 5h. A medida entra em vigor a partir desta quarta-feira (2/12). Apenas serviços essenciais, como saúde e segurança pública, ficam liberados da restrição. A Polícia Militar do Paraná vai ampliar a fiscalização, reforçando o trabalho das guardas municipais.

Em outras cidades, como em Maringá, o toque de recolher foi adotado pela prefeitura. Em Maringá, o toque de recolher funciona no mesmo horário determinado pelo governo estadual, das 23h às 5h. Na cidade, a multa pelo descumprimento do toque de recolher é de R$ 200.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.