Operação Zephyros da PF apreende mais de 300 cabeças de gado de contrabandistas

Deflagrada nesta terça-feira (1/12) pela Polícia Federal de Maringá, com o apoio da Polícia Militar, a Operação Zephyros, de combate ao contrabando de cigarros e agrotóxicos, teve uma peculiaridade. Numa fazenda em Ivaté, uma das cidades alvo da operação, a PF apreendeu mais de 300 cabeças de gado em uma fazenda que era usada pela organização criminosa. Dinheiro também foi apreendido em um dos endereços dos contrabandistas.

As buscas nesta terça foram realizadas nas cidades de Ivaté/PR, Umuarama/PR, Icaraíma/PR, Foz do Iguaçu/PR, Maringá/PR e Nova Olímpia/PR.

Segundo a Polícia Federal, a atividade delituosa gerou a obtenção de farto patrimônio, principalmente em propriedades rurais, e diversas medidas de sequestro de bens foram judicialmente determinadas.

Nesta terça, um “administrador judicial tomou posse da extensa criação de gado de um dos investigados”. A fazenda onde estavam os animais também foi sequestrada pelo Judiciário. A quantidade de animais ainda vai ser contada, mas a estimativa inicial é de que há mais de 300 cabeças de gado no local.

A Operação detectou a existência de grupo criminoso, baseado principalmente em Ivaté/PR e Umuarama/PR, responsável pela internação por via fluvial e distribuição pela malha rodoviária, de cigarros e agrotóxicos oriundos do Paraguai, com destino à região metropolitana de Curitiba/PR e outras unidades da federação.

Ao longo da Operação, foram realizadas sete ações flagranciais, que culminaram na apreensão de aproximadamente 1.200 caixas de cigarros contrabandeados, 900 quilos de agrotóxicos de origem estrangeira e de 3.529 kgs de maconha, apreendida em um dos portos clandestinos utilizados pela organização criminosa.

O nome da Operação guarda relação com a etimologia da palavra, que significa “Vento do Oeste”, em alusão à região onde a organização criminosa atuava.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *