Contra a Covid-19, fim de semana teve 21 estabelecimentos interditados em Maringá

Por: - 23 de novembro de 2020
Fiscalização foi realizada sob demanda / Divulgação

Entre sexta-feira (20/11) e domingo (22/11), foram vistoriados 137 estabelecimentos em Maringá. Deste total, 46 foram autuados, 21 interditados e houve 77 registros de perturbação do sossego e/ou aglomerações de pessoas, conforme balanço do Grupo de Gestão Integrada sobre Coronavírus (GGI).

A fiscalização foi realizada sob demanda, a partir de denúncias recebidas pelo telefone 153 (Guarda Municipal) e 156 (Ouvidoria Municipal).

Entre motivos das irregularidades flagradas pelos fiscais estavam descumprimento do horário de fechamento, aglomeração de pessoas, consumo irregular de produtos, falta de distanciamento entre mesas e pessoas, entre outras situações de desrespeito aos decretos municipais de prevenção ao coronavírus.

Foram vistoriados bares, lanchonetes, restaurantes, lojas de conveniência, lojas de disque-cerveja, tabacarias, entre outros estabelecimentos. Fiscais foram também em festas clandestinas, conforme denúncias no 153 e 156 e divulgação dos eventos feitas pela internet.

Os casos foram registrados pelos fiscais com fotos e vídeos. Também foi verificado o cumprimento da lei 11.109/2020 sobre restrições de consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos.

Os proprietários dos estabelecimentos interditados devem ir na Secretaria da Fazenda a partir desta segunda-feira (23/11) para verificar a reabertura da empresa.

Houve casos de bares interditados, em que os donos participaram de reunião na prefeitura com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e foram informados que se o estabelecimento fosse flagrado com irregularidades, seria fechado. Mesmo assim, bar na Avenida Herval descumpriu normas do decreto.

Em outra situação, numa tabacaria na Avenida Laguna, o dono discutiu com os fiscais e não aceitou a interdição. Mesmo com flagrante de aglomeração de pessoas, jogo de sinuca e pessoas consumindo narguilé na calçada. Apesar da interdição, a tabacaria reabriu por conta própria no dia seguinte e foi novamente fechada.

Participaram das vistorias as secretarias de Fazenda, da Saúde, de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, de Mobilidade Urbana, Guarda Municipal, Comunicação e a Polícia Militar. A fiscalização segue procedimentos do Ministério Público e atende pedidos da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM). Todos atentos para prevenção contra coronavírus em Maringá.

Total
• 137 vistorias
• 46 autuações
• 21 interdições
• 77 registros de perturbação do sossego / aglomerações

Fim de semana em Maringá 

SEXTA-FEIRA, dia 20 de novembro
– 57 vistorias
– 30 autuações
– 18 interdições
– 23 registros de perturbação do sossego / aglomerações

SÁBADO, dia 21 de novembro
– 47 vistorias
– 7 autuações
– 2 interdições
– 31 registros de perturbação do sossego / aglomerações

DOMINGO, dia 22 de novembro
– 33 vistorias
– 9 autuações
– 1 interdição
– 23 registros de perturbação do sossego / aglomerações

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.