Novo modelo de pedágio no Paraná vai contemplar 4,1 mil km de rodovias e estabelecer prazos menores para obras

Por: - 18 de setembro de 2020
Contratos atuais do Anel de Integração encerram em novembro de 2021 / Geraldo Bubniak / AEN

O novo modelo de pedágio no Paraná deve ter 4,1 mil quilômetros de rodovias pedagiadas. Atualmente, são 2,5 mil quilômetros de rodovias, o chamado Anel de Integração. A informação foi confirmada pelo vice-governador, Darci Piana (PSD), em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (18/9) em Maringá.

Ele representou o governador Ratinho Junior (PSD) na cerimônia de liberação dos recursos para conclusão do Hospital da Criança.  

“O que nós temos hoje assegurado é que além do Anel de Integração, que o governo federal vai fazer sua licitação, nós conseguimos no Estado incluir mais 1,7 mil quilômetros que serão licitados junto com Anel de Integração, ou seja, vamos ter 4,1 mil quilômetros, talvez a maior licitação da América Latina ”, disse Darci Piana. 

Segundo ele, a previsão inicial é que o Paraná receba R$ 70 bilhões de investimentos nos próximos cinco anos com a nova concessão. “Não temos ainda modelagem correta definida, mas está sendo estudada pelo Governo do Estado, junto com a iniciativa privada e o governo federal, para encontrarmos o melhor caminho, melhor preço e a conclusão das obras com menor prazo possível.”

Darci Piana disse que o novo modelo de pedágio vai estabelecer prazos menores para obras como de duplicação, por exemplo. “Desta vez vai ser incluído a conclusão da segunda pista nos primeiros três ou quatro anos, podendo chegar até cinco anos, o que é muito importante. As empresas [atuais] deixaram para o final porque não existia a necessidade de fazer no início da licitação.”

O vice-governador informou que a licitação deve ser pela bolsa de valores, o que permite a participação de empresas internacionais. Os atuais contratos do pedágio encerram em novembro de 2021. Até lá, as concessionárias atuais devem entregar uma série de obras previstas no acordo inicial. 

A Viapar, que administra rodovias na região de Maringá, informa no site que estão em andamento obras de melhorias na PR-444, em Arapongas, incluindo a construção de dois viadutos, e a construção de um novo viaduto no cruzamento das rodovias PR-317 e PR-323, que contempla o prolongamento da rodovia PR-323.

Apesar disso, ainda há uma série de obras para serem executadas na região de Maringá. São previstas obras no Contorno de Arapongas, Contorno de Jandaia do Sul e Contorno de Peabiru. Em Arapongas, por exemplo, o contorno rodoviário vai ter 10 km de extensão em pista dupla, incluindo seis viadutos. Segundo a concessionária, as obras vão ser concluídas até o fim do contrato.

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) já iniciou a contratação empresas que irão atuar na fiscalização de todas as medidas, atividades e obrigações do encerramento dos contratos dos pedágios que compõem o atual Anel de Integração.

Darci Piana participou da cerimônia de liberação dos recursos para conclusão do Hospital da Criança / Murillo Saldanha

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.