Professora da UEM, Linnyer Aylon, é a primeira presidenta da Sociedade Brasileira de Microeletrônica

Por: - 1 de setembro de 2020
A professora de Ciência da Computação, Linnyer Aylon | Assessoria de Comunicação Social da UEM

A professora do Departamento de Informática da Universidade Estadual de Maringá (DIN/UEM), Linnyer Beatrys Ruiz Aylon foi empossada como a primeira presidenta da Sociedade Brasileira de Microeletrônica (SBMicro). A nomeação foi realizada em um evento online durante a Assembleia da sociedade.

Líder da chapa única, confirmada para assumir a diretoria da entidade durante dois anos, promete investir na visibilidade da microeletrônica no Brasil e em outros países,  participando da criação de políticas públicas nacionais que alavanquem o ensino, a pesquisa científica, na evolução e inovação tecnológica voltada para a microeletrônica.

Durante a fase pré-eleição, Linnyer declarou que a ideia do grupo, agora eleito, é “estreitar o relacionamento com empresas, bem como com o Ecossistema de Startups de Hardware. Definir estratégias de articulação com os setores produtivos, públicos e privados, com o objetivo de encontrar alternativas de financiamento para as atividades de interesse da sociedade e reforçar a participação dos Conselheiros nas discussões e na organização de ações em prol da população, apreciando ideias que possam ser implementadas e que contribuam para tornar a sociedade mais engajada e participativa”.

A SBMicro é uma organização sem fins lucrativos que é composta por pesquisadores, professores, profissionais e estudantes. A Sociedade Brasileira de Microeletrônica tem como objetivo viabilizar o setor científico e tecnológico por meio de ações junto ao governo federal, estadual e municipal, eventos técnico-científicos, material informativo e formativo, reuniões políticas e científicas, entre outras.

Linnyer Aylon é dona de um currículo extenso, com doutorado em Ciência da Computação, com pós-doutorado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestrado em Engenharia Elétrica e Informática Industrial e engenharia de Computação.

Ela atua como coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação na UEM. A engenheira é membro do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP), membro da Câmara de Pós-Graduação e Pesquisa, membro do Conselho Interdepartamental do Centro de Tecnologia, e membro do Fórum de Pesquisa, além de tutora da SoftCom, empresa júnior da UEM, onde ministra as disciplinas de Felicidade e Inovação.

Além disso, é líder do Grupo Manna, desde 2000, gestoras do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Sistemas Nano e Microeletrônicos (INCT-NAMITEC).

Em 2013, assumiu como membro do Comitê Assessor de área, da Fundação Araucária (Fundação de Apoio à Pesquisa do Paraná), e em 2019, se tornou membro do Conselho Administrativo da Evoa Aceleradora de Startups; e atua como membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem).

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.