Profissão regulamentada por lei, corretor de imóveis tem direitos e deveres

Por: - 27 de agosto de 2020
Em Maringá, são cerca de 1,5 mil corretores, entre autônomos e associados/contratados pelas imobiliárias / Divulgação

Quem compra imóvel com um corretor de imóveis tem a garantia de ser atendido por um profissional regulamentado, registrado no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) e com a devida formação. Isso significa que só podem atuar de forma legalizada os profissionais que fizeram curso sobre transações imobiliárias e estão sujeito a regras, direitos, deveres e fiscalização.

Para quem compra imóvel com um corretor de imóveis, essa intermediação se traduz em tranquilidade e profissionalismo, afinal, esse profissional é corresponsável legal pela transação. Em Maringá, são cerca de 1,5 mil corretores, entre autônomos e associados/contratados pelas imobiliárias.

Na Central de Negócios Imobiliários, que conta com 16 imobiliárias, são cerca de 200 corretores que trabalham em sistema de parceria e em aperfeiçoamento constante e podem, assim, trazer tendências do mercado para os clientes sem deixar de lado o atendimento personalizado. Tudo de forma ética e profissional, tal como merecem as transações imobiliárias.

Esse grupo também participa quinzenalmente de um pregão imobiliário online, para discutir os valores de imóveis e trocar informações sobre as necessidades dos clientes. “É uma oportunidade ímpar para os profissionais encontrarem o imóvel ideal para cada cliente, conhecendo as opções disponíveis e os clientes dispostos a vender ou trocar um imóvel por determinado valor ou localização”, diz a presidente da Central, Marisa Macagnan.

Assim como o Creci conta com o Crecicon para resolver problemas do mercado imobiliário, a Central de Negócios tem uma comissão de ética interna, o que contribui para o exercício ético da profissão de corretor de imóveis. Essa comissão é formada por diretores das imobiliárias associadas, por isso, a central conta apenas empresas e corretores com a mesma filosofia de trabalho, pautado na ética.

“Há casos, por vezes noticiados na imprensa, de compradores de imóveis que caíram em golpes e sofreram prejuízos financeiros causados por pessoas que se apresentaram como corretores de imóveis. Por isso, é tão importante ter um corretor de confiança para intermediar a negociação”, defende Marisa.

Os compradores sempre devem exigir o registro do corretor e podem conferir o registro e se o profissional está regularizado neste link do Creci do Paraná.

Nesta quinta-feira 27 de agosto, é celebrado o Dia do Corretor de Imóveis, porque foi nesse dia, em 1962, que a profissão passou a ser regulamentada.

A Central de Negócios Imobiliários parabeniza todos os corretores pelo desempenho desta função tão importante para a sociedade e deseja que todos os sonhos dos corretores e de seus clientes sejam realizados.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.