Secretaria de Cultura vai contratar 12 apresentações para Virada Cultural 2020

Por: - 5 de agosto de 2020
Neste ano, evento vai priorizar artistas locais. Em 2019, a rapper Karol Conka se apresentou na Virada Cultural / Aldemir de Moraes / PMM

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Cultura (Semuc), publicou edital para contratação de 12 apresentações artísticas para a Virada Cultural 2020. O valor das apresentações varia entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil, com investimento total de até R$ 32 mil.

A previsão é que o evento seja realizado em outubro. Segundo o secretário de Cultura, Francisco Pinheiro, dificilmente o evento terá alguma atração presencial. A Virada Cultural tende a ser online, por meio de transmissão ao vivo nas redes sociais da Prefeitura de Maringá.

“Pouco provável que seja presencial, só se tiver alguma abertura grande no período. Mesmo assim, acredito que a gente vai ter muita dificuldade de até o final do ano realizar qualquer coisa presencial, que aglomere pessoas”, avalia.

Eventos como a Festa Literária Internacional de Maringá (Flim), o Festival Afro-brasileiro, a Semana Municipal de Hip-Hop e outros também devem ser realizados de forma online, com transmissões pela internet.

Diferente dos anos anteriores, em que a programação era divida em dois dias, neste ano a Semuc planeja realizar a Virada Cultural em apenas um dia. Serão selecionadas 12 apresentações com duração de aproximadamente uma hora, totalizando 12 horas de programação de forma ininterrupta.

No entanto, com o evento online, o secretário de Cultura disse acreditar que o tempo de duração pode ser estendido.

Na programação, a Virada Cultural terá duas apresentações musicais, dois espetáculos de grupos teatrais com aspectos de teatro de rua, duas apresentações de grupos de dança e dois espetáculo de grupos relacionados às culturas populares.

Além disso, serão selecionadas uma proposta de sarau literário, outra de batalha de poesias e duas apresentações de DJs.

Para realização do evento de forma online, o município vai disponibilizar a infraestrutura para transmissão, com palco, sistema de sonorização, iluminação e de vídeo para a gravação e transmissão. As inscrições das propostas culturais podem ser feitas pela plataforma Maringá Cultura até 25 de setembro, às 14h.

No ano passado, a Virada Cultural reuniu público de 17 mil pessoas. Artistas locais e nacionais, como a rapper Karol Conka e o cantor Lenine, se apresentaram no evento.

Em 2020, segundo Francisco Pinheiro, o evento provavelmente será realizado sem nenhum grande artista nacional. O objetivo é priorizar produtores culturais e artistas locais.

“Estamos trabalhando dentro da sensatez que o momento exige. Não queremos deixar de organizar os eventos e fazer bons eventos, mas temos que tomar cuidados com o investimento. Hoje, temos que priorizar muito nosso artista local, não que a gente não vá lá na frente trazer nomes nacionais, mas a gente tem que pensar muito nesse investimento e no que ele vai trazer de fomento e apoio para o artista local”, afirmou o secretário.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.