Maringá registra 46 novos casos de coronavírus nesta quinta-feira. Para cada positivo, outras seis pessoas estão com a doença

Por: - 16 de julho de 2020
Um a cada 105 habitantes de Maringá está contaminado pelo novo coronavírus
Pesquisa aponta que mais podem existir mais de 4 mil casos de coronavírus em Maringá/ Foto: Divulgação

No boletim diário divulgado nesta quinta-feira (16/7), a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Maringá traz a confirmação de mais 46 casos do novo coronavírus, na maior parte mulheres. Com os registros, o total de confirmações da Covid-19 na cidade chega 2.456 pacientes.

Embora tenha caído o número de casos confirmados, uma pesquisa divulgada pela Secretaria de Saúde do município aponta que para cada pessoa confirmada com a doença, outras seis que não foram testadas estão contaminadas.

Os resultados da pesquisa técnica sobre coronavírus foi apresentada na tarde desta quinta-feira (16/7) no auditório Helio Moreira, no Paço Municipal. Foram feitos 950 testes rápidos durante dois meses, numa parceria entre prefeitura, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Uningá e Unicesumar.

O resultado mostrou informações e números sobre contágio, sintomas, perfil e hábitos de moradores de toda a cidade. Segundo o secretário de saúde, Jair Biato, o momento do resultado é a realização do trabalho e esforço do profissional da saúde.

Entre as informações importastes reveladas pela pesquisa, está a amostra de que existe uma pessoa infectada por coronavírus a cada 105 habitantes. Levando em considerando a população de 423,6 mil habitantes em Maringá, isso equivaleria a mais de 4.000 infectados pela doença.

A pesquisa também revela o perfil dos participantes, sendo que  61% são mulheres e 39% de homens. Entre crianças e idosos, 90,7% têm cartão do SUS e 77,3% frequentam Unidade Básica de Saúde. Entre os participantes, a maioria tinha plano de saúde,60,9%, e viviam com uma média de 3,05 moradores por residência.

A medida faz parte de grupo de estratégias tomadas pela prefeitura desde começo da pandemia no Brasil. Nem cidades brasileiras com porte maior que Maringá fizeram trabalho técnico como a pesquisa apresentada pela Secretaria de Saúde de Maringá nesta quinta-feira.

Os dados obtidos pela pesquisa serão usados em ações de prevenção contra os casos de coronavírus que segundo o boletim da prefeitura, não param de crescer. Atualmente a  cidade permanece em risco alto, classificado como a cor laranja na avaliação da matriz da Secretaria Municipal de Saúde.

A taxa de ocupação hospitalar geral nos leitos de enfermaria é de 59,7%, nos leitos de UTI adulta é 62,77% e na UTI neonatal/pediátrica de 47,4%. As informações são referentes aos leitos SUS e da rede privada.

Nos leitos exclusivos para Covid-19 na rede pública, a taxa de ocupação na enfermaria é 30%, nos leitos de UTI adulta é 36,36% e na UTI neonatal/pediátrica não há pacientes com coronavírus.

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.