Testes rápidos indicam que número de infectados em Maringá é 7,7 vezes superior a casos confirmados

Por: - 23 de junho de 2020
Pesquisadores usam equipamentos de proteção individual e crachás de identificação / Aldemir de Moraes/PMM

Terminou na sexta-feira (19/6), a análise dos testes rápidos sobre o novo coronavirus feitos na terceira etapa da pesquisa realizada com parceria entre Prefeitura de Maringá, Universidade Estadual de Maringá (UEM), Uningá e Unicesumar.

Os testes foram feitos entre 17 e 19 de junho. Dos 247 testes, quatro deram positivos para a Covid-19. Dados computados pelo chefe do Departamento de Análises Clínicas e Biomedicina e coordenador do Laboratório de Virologia Clínica da UEM, Denis Bertolini, indicam que número de infectados é 7,7 vezes maior que o de casos confirmados. Um total de 693 foram feitos nas três etapas da pesquisa.

Os dados apontam que 1,01% da comunidade apresenta anticorpos contra coronavírus. Até a segunda etapa da pesquisa esse percentual era de 0,67%. Bertolini explica que o percentual significa a prevalência da doença da população.

É uma parcial de quantos já entraram em contato com o vírus e desenvolveram anticorpos. O quadro mostra importância de medidas de proteção como o isolamento social, uso de máscaras, higienização com álcool 70º, entre outros para evitar contágio.

Um questionário aplicado pelos pesquisadores mostra que 98,3% dos participantes da pesquisa usam máscara de proteção ao sair de casa e que 53,4% tomaram vacina contra gripe.

Dos pesquisados, 59,9% são mulheres e 40,1% são homens, que 25% têm acima de 65 anos e desses 19,2% têm mais de 80 anos, representando 4,8% do total dos entrevistados, entre outros números.

Um relatório com cruzamento de dados dos testes rápidos e de questionários têm dez páginas com detalhes sobre perfil, rotina e cuidados de moradores que participaram do teste e pesquisa.

Na primeira etapa em 20 de maio, dos 194 testes, nenhum foi positivo. Dos 249 testes na segunda etapa, feitos entre 3 e 5 de junho, três deram positivo para coronavírus. Na terceira etapa foram quatro positivos. Foram 693 testes até agora. Um total de 950 testes serão aplicados em diferentes ruas e bairros da cidade.

O resultado da pesquisa será usado pela Prefeitura de Maringá para elaborar medidas de prevenção ao coronavírus. A quarta e última etapa vai ser feita em 1º de julho.

Acesse aqui e veja os resultados das três primeiras fases da pesquisa com testes rápidos.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.