Maringá não atinge meta e vacinação contra gripe segue até sábado (6/6) para gestantes e crianças menores de 6 anos

Por: - 1 de junho de 2020
O mês de junho inicia com vacinação exclusiva para gestantes e crianças de seis meses a cinco anos 11 meses e 29 dias / Aldemir de Moraes / PMM

Maringá não atingiu a cobertura mínima de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde com a 3ª fase da campanha de vacinação contra a gripe. Para alcançar a meta, durante a primeira semana do mês de junho, a vacinação na cidade será exclusiva para gestantes e crianças de seis meses a menores de seis anos. A imunização termina no sábado (6/6).

No total, foram vacinadas 11.355 crianças de seis meses a menores de seis anos. Esse número representa apenas 47,7% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde. Entre as gestantes, 1.622 foram vacinadas, o que representa 45,11% da meta.

Desde o começo da campanha de vacinação, na segunda quinzena de março, Maringá recebeu 152,7 mil doses de vacinas contra a gripe. Desse total, a Secretaria de Saúde do município tem cerca de 35 mil doses.

“Como não atingimos a cobertura estabelecida pelo Ministério da Saúde, planejamos a última semana da campanha de vacinação exclusiva para estes grupos”, explica a coordenadora de Imunobiológicos, Edlene Goes.

Além das gestantes e das crianças, na 3ª frase da campanha de vacinação também foram vacinadas mulheres que deram à luz em um prazo de até 45 dias, pessoas com deficiência, adultos entre 55 e 59 anos e professores das escolas públicas e privadas. Segundo Edlene Goes, esses grupos não participam dessa semana exclusiva de vacinação por não terem uma meta estipulada pelo Ministério da Saúde.

“Geralmente, quando vacinamos pessoas portadoras de doenças crônicas nós já vacinamos pessoas com deficiência. Não temos uma média dessa população”, afirma a coordenadora de Imunobiológicos.

Em caso de sobra de doses de vacinas, outros grupos que fizeram parte da campanha de vacinação 2020 poderão ser vacinados nas Unidades Básicas de Saúde a partir de segunda-feira (8/6).

Fazem parte desses grupos pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas, puérperas, pessoas de 6 a 59 anos com doenças crônicas ou deficiências, professores e pessoas de 55 a 59 anos.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.