Operação da Polícia Ambiental prende uma pessoa por pesca predatória no rio Ivaí

Por: - 25 de maio de 2020
Operação Ivaí começou na sexta-feira (22/5) / Divulgação Polícia Ambiental

Operação deflagrada pela Polícia Ambiental no fim de semana percorreu 200 km do rio Ivaí, na região norte e noroeste do Paraná, e identificou focos de pesca irregular. Os policiais apreenderam 300 metros de espinhéis, 100 metros de redes e 11 quilos de pescados irregulares. Uma pessoa foi presa por pesca predatória utilizando tarrafa.

A Operação Ivaí começou na sexta-feira (22/5) e terminou nesta segunda-feira (25/5) por volta das 10h. Equipes da Polícia Ambiental percorreram toda a extensão do rio desde Apucarana até onde deságua no rio Paraná. Na operação, policiais utilizaram embarcações, bloqueios terrestres e patrulhamento aéreo por meio do helicóptero.

Apesar da queda nas temperaturas e do baixo nível do rio, policiais flagraram muitas pessoas realizando a pesca. No total, foram abordadas mais de 200 pessoas, 71 veículos e 19 embarcações. Os policiais também identificaram vários pontos de acesso irregular ao rio, as chamadas picadas no meio da mata.

O Comandante da 3ª Companhia Ambiental, Luciano José Buski, explica que não existe proibição para pesca nesse momento, desde que sejam cumpridas as exigências estabelecidas. Além de não utilizar meios predatórios, no rio Ivaí é preciso seguir a quantidade máxima de 5 quilos e mais um exemplar por pescador. A pesca não é permitida em corredeiras e para espécies como Dourado e Piracanjuba.

No entanto, Luciano Buski diz que a pesca não é recomenda neste momento no rio Ivaí. “Mesmo com várias restrições, a gente não recomenda a pesca agora, porque estamos em época de Covid-19 e a recomendação é para que as pessoas que possam fiquem em casa. Fora isso, o nível das águas do rio está um pouco baixo”, orienta o comandante. Segundo ele, houve um aumento tímido do nível do rio devido as chuvas, mas ainda é insuficiente.

De acordo com o Comandante da 3ª Companhia Ambiental, a Operação Ivaí foi encerrada de maneira temporária. A partir de agora, com base nas informações do patrulhamento no fim de semana, a Polícia Ambiental pretende deflagar operações pontuais voltadas à pesca predatória e a caça de animais silvestres.

A Polícia Ambiental recebe denúncias ou fornece informações sobre pesca pelos telefones 181 ou (44) 3901-1936. Confira alguns vídeos da operação no fim de semana:

 

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.